79 ANOS A DAR VOZ À PÓVOA E AOS POVEIROS

Tomás Postiga (director)

Tomás Postiga (director)

O jornal ‘A Voz da Póvoa’ comemorou esta segunda-feira, 17 de Abril, 79 anos de vida, uma idade que o coloca entre os mais antigos do País. Este facto, só por si, justifica uma comemoração digna. Mas há outras boas razões para festejar. Só é possível uma vida tão longa porque criámos uma relação de confiança com os nossos leitores, fortalecida com o compromisso de um jornalismo sério, rigoroso e isento. E graças aos nossos assinantes e anunciantes, mantemos uma independência que vai sendo rara, nos dias que correm, nos órgãos de comunicação social.

A Imprensa Regional vive uma profunda crise desde o início deste século. Muitos títulos desapareceram e mais ainda lutam heroicamente pela sobrevivência. Mas este jornal, que se pauta por dar voz à Póvoa e às suas gentes, tem conseguido, com energia, determinação e uma dose generosa de sacrifício, ultrapassar as dificuldades e os obstáculos. E é de mãos dadas com os nossos parceiros, leitores, assinantes e anunciantes, que temos conseguido trilhar tão longo e exaltante caminho, há 79 anos.

Na passagem de mais um aniversário, reiteramos o nosso compromisso de honra: vamos continuar comprometidos com o rigor e o profissionalismo, gerindo este jornal de uma forma séria e responsável, e com o objectivo de cumprir uma importante missão social que a Póvoa e os Poveiros sabem reconhecer.

A inviolabilidade pessoal de cada cidadão é aqui respeitada como um direito sagrado e inalienável. E jamais aceitaremos fazer da Liberdade de Imprensa um crime contra o Jornalismo.

Um bem-hajam a todos os que acreditaram e confiaram em nós ao longo destes 79 anos. Tudo faremos para honrar esse compromisso, mantendo viva a chama da memória dos fundadores, continuando a ser a voz da Póvoa. A mesma voz de sempre!

Páscoa de Afectos

A quadra da Páscoa é para os poveiros um manancial de curiosas tradições e velhos costumes que perduram apesar da máquina do progresso ter atirado para o túnel do esquecimento alguns usos seculares, como o passeio dos “bois da Páscoa”.

ver_noticia

Processo Estádio – Uma Vitória Fora das Quatro Linhas

A direcção do Varzim Sport Club obteve uma importante vitória no chamado “Processo Estádio”. Num comunicado publicado no sítio oficial na Internet, o clube refere que recebeu, na quinta-feira, a sentença proferida pelo tribunal e que foi absolvido de pagar o sinal em dobro, num valor superior a 12,4 milhões de euros, mais 7,7 milhões em juros de mora. Ou seja, na totalidade, mais de 20 milhões de euros.

ver_noticia