Voz da Póvoa
 
...

Garantir uma Época Balnear Segura é Uma Exigência do Município

Garantir uma Época Balnear Segura é Uma Exigência do Município

28 Maio 2020 | 19:13

Nada fica ao acaso quando a entrega e a responsabilidade assumem o interesse dos cidadãos. Por isso mesmo, na quarta-feira realizou-se uma reunião de preparação da época balnear que, como tinha já sido anunciado, este ano irá decorrer de 27 de Junho a 30 de Agosto, na Póvoa de Varzim.

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, acompanhado da Vereadora do Pelouro do Ambiente, Sílvia Costa, presidiu à reunião, onde estiveram presentes os vários intervenientes que contribuem para o funcionamento em pleno das praias poveiras: Comandante José Marques Coelho, Capitão do Porto da Póvoa de Varzim e Vila do Conde; Luís Castro, Delegado de Saúde da Unidade de Saúde Pública do ACES Póvoa de Varzim / Vila do Conde; Eurico Martins, da Docapesca; Carlos Ferreira, Presidente d’Os Delfins – Associação de Nadadores-Salvadores, Presidentes de Juntas de Freguesia, assim como os concessionários e a sua representante, Fátima Cunha, Presidente da Associação de Concessionários de Praia.

Na sequência da pandemia, esta será uma época balnear diferente, como referiu na abertura da reunião o Presidente da Câmara: “Implica um conjunto novo de solicitações que resultam de determinações da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e dos Ministérios do Ambiente e da Saúde”.

O edil anunciou aos presentes que, “contra a sua vontade e a de outros autarcas, a época balnear vai encerrar a 30 de agosto e não a 15 de setembro, como era a sua proposta”. E não deixou de transmitir que uma das preocupações, desde o início, foi “fazer com que, no cumprimento das novas regras de distanciamento, os concessionários pudessem ocupar até 2/3 da área disponível das concessões de modo a que fosse acomodado o mesmo número de barracas existente e, deste modo, garantir um equilíbrio económico das concessões”.

Aires Pereira Presidente avançou que “haverá um conjunto de regras novas desde sinalizações como o caso das bandeiras indicativas (verde – ocupação baixa; amarela – ocupação elevada; vermelha – ocupação plena), que caberá aos concessionários controlar e disponibilizar na aplicação da APA, a Info Praia”.
 
Mas há mais novidades que tem a ver com as condições de higienização e a este propósito o autarca informou que “o Município está já a instalar, em todas as entradas de praia, dispensadores de gel e também haverá um reforço, junto aos lava-pés, de um dispositivo para que as pessoas possam lavar as mãos. Em relação aos cinzeiros disponibilizados, estes não poderão ser reutilizados”.

Aires Pereira adiantou as normas saídas da reunião do executivo da passada terça-feira, sendo que “de 10 de junho a 30 de setembro serão implementadas medidas de rotatividade e limitação de estacionamento não organizado na frente de mar para condicionar o acesso às praias, que passam pela interdição da circulação automóvel e estacionamento na Avenida dos Banhos e colocação de estacionamento tarifado junto às praias”. E em conclusão a advertiu os concessionários para a consulta do Decreto-Lei n.º 24/2020 de 25 de maio, que regula o acesso, a ocupação e a utilização das praias de banhos, no contexto da pandemia da doença COVID-19.

partilhar Facebook
Banner Publicitário