Voz da Póvoa
 
...

Projeto “Percursos de Cidadania” na Formação de Adultos

Projeto “Percursos de Cidadania” na Formação de Adultos

22 Julho 2020 | 16:09

Decorreu, ontem, no Centro de Educação Ambiental de Esposende, a cerimónia de encerramento do ano letivo do projeto “Percursos de Cidadania”.

Implementado com o objetivo de promover mais literacia dos cidadãos e erradicação do analfabetismo no concelho, este projeto é desenvolvido no concelho de Esposende pelo Conselho de Instituições Promotoras (CIP), nomeadamente Câmara Municipal, Juntas de Freguesias, Agrupamentos de Escolas, Centro Qualifica Litoral Cávado, associações e coletividades concelhias.

Nesta segunda edição dos “Percursos de Cidadania”, tal como sucedeu com tantos outros cursos e formações, também a Oficina de Literacia teve que se ajustar à nova realidade de distanciamento social, adaptar-se e reinventar estratégias para continuar a trabalhar com todos os participantes na modalidade de ensino a distância. Desta resiliência no trabalho continuado e articulado do Centro Qualifica Litoral Cávado com os menos qualificados, mais três formandas alcançaram, com sucesso, o Certificado de Qualificação, o que vem totalizar seis adultos certificados pelo projeto Percursos de Cidadania.

Este projeto solidário, que envolveu mais do que 30 formandos adultos, só funcionou graças ao precioso e inestimável contributo das seis formadoras voluntárias que articularam com a Equipa Operacional, nomeadamente Esmeralda Lemos, Bernardete Nascimento, Manuela Oliveira, Marinha Viana, Licínia de Paula e Maria Antónia Alves.

A cerimónia contou com a presença da Vice-Presidente da Câmara Municipal, Alexandra Roeger, e da Vereadora da Educação, Angélica Cruz, bem como do Presidente da Junta da União de freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra, Aurélio Neiva, do Presidente da Esposende Ambiente, Paulo Marques, do representante da ACICE – Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende, Carlos Ribeiro, e do presidente da APEFA - Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos, Armando Loureiro.

A Vice-Presidente e a Vereadora da Educação enalteceram o trabalho destas voluntárias que dedicaram parte do seu tempo ao apoio às formandas, no decurso do ano. Reconheceram que este projeto colmata uma necessidade de envolvimento e qualificação de adultos, permitindo que possam concretizar sonhos, e que se traduz, além de um processo de interação e de convívio comunitário, no desenvolvimento de competências ao nível das literacias, através de visitas, de oficinas/workshops de temáticas diversas, do recurso a experiências de vida, que capacitam os formandos, culminando com casos de certificação.  

Armando Loureiro, Presidente da APEFA sublinhou que também neste projeto foram utilizados recursos de comunicação diversos, de acordo com as disponibilidades dos adultos, contornando os obstáculos para manter a proximidade, a confiança, o acompanhamento e a empatia criados nas Oficinas. A equipa pedagógica de acompanhamento do projeto utilizou as tecnologias de informação e revisitou processos de comunicação tradicionais, de acordo com os recursos disponíveis dos adultos inscritos.

 

partilhar Facebook
211/DSC_0160.JPG
211/DSC_0228.JPG
Banner Publicitário