Voz da Póvoa
 
...

Pandemia: Impacto nas Contas da Autarquia Pode chegar ao Milhão de Euros

Pandemia: Impacto nas Contas da Autarquia Pode chegar ao Milhão de Euros

Vila do Conde | 1952 | 13 Maio 2020

A Câmara Municipal de Vila do Conde informou, esta segunda-feira, que a pandemia COVID-19 terá impactos consideráveis quer na despesa quer na receita municipal. “Na despesa Municipal, num primeiro balanço, estima que o montante diretamente relacionado com a pandemia venha a atingir 1 milhão de euros”.
 
Para além do apoio financeiro, logístico e de equipamentos às instituições do Concelho, a autarquia recorda que “tem estado activa, na prevenção da situação de calamidade instalada, sendo disso exemplo a instalação de 400 camas de retaguarda, o apoio à instalação de consultas no ACES de Vila do Conde e disponibilização de condições logísticas para a realização de 1 550 testes covid aos funcionários das IPSS’s concelhias, mas também através da informação e proteção de colaboradores e munícipes”, a título de exemplo.
 
O percurso das despesas acelerou a partir de 11 de Março, data em que foi declarada mundialmente a Pandemia segundo a Camara Municipal de Vila do Conde, foi necessário dirigir-se “às mais diversas entidades, com responsabilidades sociais, educativas, de saúde e segurança, no sentido de apoiar de forma concertada, no combate ao COVID-19 e de acordo com as necessidades de cada uma destas instituições. Estes apoios (financeiros e materiais) ascendem a mais 500 000 euros”, informa.

Nas contas apresentadas o Município afetou, “desde o primeiro momento, 250 000 euros do Orçamento Municipal para fazer face a medidas de âmbito social, para apoio às famílias, Juntas e Uniões de Freguesias e Instituições Particulares de Solidariedade Social (em funcionamento), para a aquisição de bens, equipamentos e serviços relacionados com a situação pandémica”.
 
Para responder com prontidão às solicitações, em simultâneo, criou o Programa “Estamos Aqui”, uma plataforma digital e telefónica, com o objetivo de unir esforços entre quem precisa de apoio e quem quer ajudar. Através deste programa a Autarquia informa que “recebeu doações de materiais de proteção individual, de empresas e da sociedade civil, que têm sido, integralmente, distribuídos pelas IPSS’s, (as que sempre têm estado em funcionamento), bem como pelas entidades públicas da área da saúde e segurança”. E acrescenta que: “Foram entregues a estas entidades mais de 20 000 Equipamentos de Proteção Individual, como pode ser comprovado no mapa que acompanha a informação”.
 
Ainda no âmbito do Programa “Estamos Aqui”, a autarquia Vilacondense deu resposta a 198 agregados familiares, “com apoio a nível de apoio alimentar, medicação, apoio económico, apoio da loja social, material de proteção individual, apoio logístico, entre outros”.

A Câmara Municipal de Vila do Conde juntou aos apoios de Protecção Individual recebidos, um reforço financeiro, que ascende a 65 000€, às instituições com intervenção social ativa no Concelho, para colmatar as necessidades mais prementes. Relativamente às Juntas de Freguesia, a autarquia informa que atribuiu um subsídio extraordinário de 70 000€, para limpeza e desinfeção dos espaços públicos.

A autarquia, em comunicado afirma que “desde sempre garantimos resposta a todos os munícipes e o apoio e articulação com todas as entidades que, no terreno e na primeira linha, dão o seu fundamental contributo nesta luta”.

 

partilhar Facebook
183/a-voz-VC-RS9_2127_.jpg
324/QUADRO-ENTIDADES_EQUPAMENTOS.jpg
Banner Publicitário