Voz da Póvoa
 
...

Carta aberta aos sócios e simpatizantes do Varzim Sport Club

Carta aberta aos sócios e simpatizantes do Varzim Sport Club

Varzim | 1921 | 28 Agosto 2019

Este é um texto simples para pessoas simples como eu. Há alguns dias, fui confrontado com o rumor de uma possível candidatura da minha parte à presidência do Varzim Sport Club. Por razões de ordem profissional, era minha intenção esperar pelo fecho do mercado de transferências (2 Setembro) para prestar os devidos esclarecimentos. Contudo, a falta de carácter e má índole de algumas pessoas obrigam-me a esclarecer um assunto que, na realidade, é um não-assunto: Ser candidato à presidência do clube da minha cidade. - Não sou sócio do Varzim desde que abracei, em 2013, o projecto ACRsoccer, projecto este que se dedica à intermediação e agenciamento de jogadores de futebol. - É verdade que fui convidado, directamente, por alguns notáveis da cidade, para ajudar o Varzim SC. No entanto, nem sequer foi discutido em que moldes, porque simplesmente disse: Não! - É verdade que contactei a sede do Varzim SC para regularizar a minha situação de sócio, uma vez que o presidente Pedro Faria não dá convites para intermediários/agentes, embora a mim nunca me fosse recusado esse pedido. Mas, como poveiro, não escondo que muitos colegas me solicitam ajuda no sentido de lhes arranjar forma de observarem os jogos e foi com esse objectivo que resolvi contactar o clube para ter novamente camarote no estádio. - Não sou, nem nunca serei, “testa de ferro” de quem quer que seja. Quem me conhece sabe que sempre me pautei pelas minhas ideias. Gosto de liderar. - Tenho muito orgulho no percurso que trilhei no mundo do futebol, que vão desde os pelados do Averomar FC e do Varzim SC a negociações com alguns dos melhores clubes do mundo. Relativamente ao jogo em si, há quem tenha assistido a 100 jogos do Varzim SC em toda a vida. Felizmente, nos últimos 6 anos, eu terei assistido a mais de 1000 jogos ao vivo e por todo mundo, nas mais diversas competições da FIFA. Dei formação sobre mercado de transferências num clube dito dos 3 grandes de Portugal, estive na Assembleia da República em representação dos agentes de futebol, passei por vários fóruns como convidado, bem como em programas de rádio e televisão, oferecendo um pouco do meu conhecimento sobre o fenómeno desportivo que é o futebol, que como sabemos move paixões e multidões. - Honestidade, persistência e muita força de vontade foram e continuam a ser o combustível que alimenta os meus sonhos, rumo à realidade. - Estou e estarei sempre disponível para ajudar o Varzim SC, como profissional do mundo de futebol, tal como acontece com qualquer outro clube. - Servi o Varzim SC enquanto treinador dos U19, com resultados muito meritórios. Desde a minha saída, infelizmente, o clube desceu dos campeonatos nacionais aos distritais. Desses serviços, até hoje nada me foi pago. Mas nunca recorri à via judicial ou ameacei quem quer que seja para receber esses honorários, ao contrário de algumas pessoas que se dizem muito varzinistas. Uma coisa é certa, estarei eternamente grato e orgulhoso por um dia ter carregado o símbolo do Varzim ao peito. Recebi muito, mais do que aquilo que dei, daí que o clube nada me deve. - O Varzim SC, os seus sócios e simpatizantes merecem o meu respeito, da mesma forma que exijo que me respeitem. - Agradeço publicamente às muitas pessoas, sócios e simpatizantes, que após tomarem conhecimento da possibilidade de eu avançar para uma candidatura à presidência do Varzim SC, me incentivaram das mais diversas formas. Inclusive, muitos se disponibilizaram para trabalhar em prol do clube. Espero não os ter desiludido, mas não sou candidato! Terei todo o gosto em transmitir ao próximo presidente do clube quem são e qual a sua disponibilidade para ajudar o Varzim SC. - Ao dia em que vos escrevo foi apresentado um candidato. Edgar Pinho é um varzinista honesto e com provas dadas na sua vida empresarial. O Varzim Sport Club merece um presidente credível. E o concelho da Póvoa de Varzim merece um Varzim ganhador, mas, sobretudo, organizado financeiramente e tendo como principal premissa para o futuro o seu sector de formação. A todos, termino com um grande “Ala-Arriba Varzim”!

 

António Carlos Rodrigues

partilhar Facebook
Banner Publicitário