Voz da Póvoa
 
...

Iniciativa Liberal Oficializou as Listas e Apresentou os Candidatos

Iniciativa Liberal Oficializou as Listas e Apresentou os Candidatos

Política | 5 Agosto 2021

A Iniciativa Liberal depois de entregar as listas no Tribunal da Póvoa de Varzim, ao final da tarde do dia 30 de Julho, apresentou na biblioteca de praia Diana Bar, perante meia centena de pessoas, os candidatos que tiveram a companhia do deputado e presidente do partido, João Cotrim de Figueiredo.

O candidato à Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Ricardo Zamith, falou na apresentação pública de temas como as touradas que, sendo contra, deve ser respeitada a lei que a autoriza, pretende também que a Câmara devolva aos cidadãos todo o IRS que recebe dos mesmos, propõe um estudo definitivo para resolver o assoreamento da barra, promover o turismo nocturno na zona do cais onde está o ‘Plastic’, uma cidade mais informada digitalmente e descentralizada com mais dinheiros para as Juntas de Freguesias. O candidato acredita também na desagregação das freguesias e nas próximas eleições, concorrer a todas.

Apresentados os candidatos à Câmara Municipal, Assembleia Municipal e União de Freguesias da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai, João Cotrim de Figueiredo apontou baterias: “Um dos grandes valores do liberalismo é a descentralização que tem a ver com a nossa fé nas pessoas, que elas são capazes de resolver os seus próprios problemas, por consequência quanto mais perto o poder decisório estiver donde as pessoas vivem e trabalham, melhores serão essas decisões. Somos grandes adeptos da descentralização e o crescimento do partido vai permitir fazer esse tipo de abordagem a, cada vez, mais regiões do país e para nós é muito grato registar esse crescimento”.

Nesta viagem pelo poder autárquico, o Presidente do IL revela as maiores críticas que as pessoas apontam ao poder local: “Em primeiro lugar está o relacionamento das autarquias com os munícipes. As pessoas têm muita dificuldade em fazer-se ouvir ou em receber respostas de projectos que apresentaram. A segunda queixa é a resistência à mudança, que existe na maior parte dos Municípios. Ou seja, se alguém quiser desenvolver uma actividade económica que não é comum, alguma coisa que ainda não tenha sido feita no território, a maior parte das vezes encontra excessiva burocracia e resistência, que acaba por fazer as pessoas desistirem. Isto é gravíssimo porque em muitos casos há um projecto de vida que fica parado ou por executar, e isso é danoso para o Município e para o país”.

João Cotrim de Figueiredo revela alguns nós que são necessários desapertar e que têm a ver com o crescimento económico: “Olhando para os últimos 20 anos, tendo Portugal sido o país que menos cresceu a nível Europeu, apenas acompanhado pela Grécia que teve um problema ainda maior que o nosso, é caso para perguntar porquê!... Só vejo duas explicações possíveis. Ou os portugueses são menos capazes que os outros e a Iniciativa Liberal recusa-se a aceitar essa explicação, ou é o entorno do sistema que os portugueses estão a viver que os impedem de mostrar que são tão bons como os outros. Isso deve levar as pessoas a reflectir e a pensar que de facto algo diferente tem que se fazer em Portugal. As coisas podem mudar com mais Iniciativa Liberal”.

E acrescenta: “Estas autárquicas vão servir sobretudo para colocar a nível local o mesmo tipo de presença que temos a nível nacional. Um deputado Liberal faz toda a diferença. Elegemos um deputado regional nos Açores e acreditamos que nas autarquias vamos também eleger deputados e vereadores”.

 

 

partilhar Facebook
Banner Publicitário