Voz da Póvoa
 
...

Faltam Assistentes Operacionais nas Escolas do concelho de Vila do Conde

Faltam Assistentes Operacionais nas  Escolas do concelho de Vila do Conde

Política | 27 Outubro 2020

A Concelhia do PS de Vila do Conde, em nota de imprensa informa que “após a visita que fez aos Agrupamentos Escolares do Concelho e reunião tida com a Federação das Associações de Pais de Vila do Conde (Fapconde), ficou clara a falta de recursos humanos nas escolas para fazer face aos planos de contingência necessários em tão difícil momento pandémico”.

e adianta que Fapconde veio hoje confirmar isso mesmo, ao emitir um comunicado em que apela, mais uma vez, à Câmara Municipal de Vila do Conde para a extrema urgência da colocação de dezenas de assistentes operacionais nas diversas escolas.

“Este sentimento de grande preocupação, numa altura em que começam a surgir alguns casos de Covid-19 na comunidade escolar, é extensivo a todo o Concelho, tendo ganho maior impacto público nos últimos dias, com os protestos da Associação de Pais da EB1 das Caxinas e a denúncia do Agrupamento de Escolas D. Pedro IV (Mindelo), que evidenciam o estado de rutura em que as coisas se encontram, por manifesta falta de assistentes operacionais”, pode ler-se.

Junta-se agora a Fapconde que, no seu comunicado, informa que lhe estão a chegar mensagens dos Agrupamentos a manifestar uma enorme preocupação pela falta de recursos humanos que assegurem a eficiência dos serviços habituais e o cumprimento de novas obrigações com planos de contingência e de prevenção de contágios de Covid-19.

Para o PS “esta necessidade de suprir tão graves lacunas é uma situação que nos deve unir a todos, pelo que o PS de Vila do Conde demonstra a sua solidariedade para com toda a comunidade educativa, designadamente pais e encarregados de educação, alunos, professores, auxiliares de ação educativa e dirigentes”.

Mais, “é com enorme preocupação que se constata a grave situação instalada nas escolas do concelho de Vila do Conde e a necessidade absoluta de, com urgência, em consonância com as reais necessidades das nossas escolas, se assumir a colocação de novos colaboradores em número suficiente para garantir a eficácia necessária e tranquilizar toda a comunidade educativa”.

“A qualidade da Educação e a defesa da Saúde exigem prontidão na ação e um eficaz planeamento, não sendo aceitável que situações tão graves como aquelas com que somos confrontados, semanas após o início do ano letivo, ocorram nas nossas escolas”, conclui a Concelhia do PS de Vila do Conde.

 

 

partilhar Facebook
324/PS_-_VC.jpg
324/PS-simbolo.jpg
Banner Publicitário