Voz da Póvoa
 
...

CDS Concorre Apenas à Câmara e Assembleia Municipal

CDS Concorre Apenas à Câmara e Assembleia Municipal

Política | 9 Agosto 2021

O presidente da comissão política concelhia do CDS da Póvoa de Varzim, Artur Castelo Branco, é o candidato do partido à Câmara Municipal e José Carmo à Assembleia Municipal. As listas foram entregues na segunda-feira, 2 de Agosto, no Tribunal Judicial da Póvoa de Varzim.

“Pretendemos recuperar o vereador que perdemos nas últimas eleições”, é o principal objectivo do partido, revelou Artur Castelo Branco.

O candidato não tem dúvidas que, “o CDS foi das forças políticas que mais fez oposição ao executivo na Assembleia Municipal. Entre muitas outras propostas que votámos contra, está o projecto de demolição da Praça de Touros e o fim das touradas. Fomos também contra o local escolhido para a construção da Casa das Associações (Fórum Eça de Queiroz) junto à Biblioteca Municipal. A zona das escolas está a ficar cheia de betão e a nossa proposta passaria por construir a Casa das Associações em terrenos do Parque da Cidade”.

Por seu lado, José Carmo reconhece que avança acima de tudo pela representatividade das populações e dos comerciantes: “Acho que a situação da pandemia favoreceu quem está no poder, quer a nível nacional, quer local porque, praticamente, estivemos dois anos sem poder sair à rua, para fazer uma acção de campanha ou os contactos habituais com as populações. Foi tudo muito mais difícil. Também se criou a ideia de que se fez tudo aquilo que era possível e isso não corresponde à verdade, nomeadamente ao nível da representatividade daquilo que são os interesses das empresas, dos comerciantes e das próprias populações. Em momento algum ouvimos, seja da parte da autarquia ou dos nossos representantes eleitos, vozes contestatórias a alguma das medidas ou que até levassem propostas de alteração de medidas para junto das entidades que têm a responsabilidade de decidir. Do ponto de vista da representatividade faltou muito, nomeadamente à Póvoa, aos poveiros. Na realidade, não houve acções que ajudassem em concreto as empresas”.

O candidato e Revisor Oficial de Contas exemplifica: “Uma das medidas anunciadas, pela Câmara Municipal, como forma de apoio às empresas, foi o fim do estacionamento pago. Ora, isto aconteceu no período em que as lojas estiveram encerradas, por isso, a medida acabou por não ajudar ninguém”.
 
Recordamos que José Carmo foi assessor do Ministro da Economia, António Pires de Lima no XIX governo Constitucional, liderado por Passos Coelho.
 
Tal como aconteceu há 4 anos, o CDS apoia o movimento independente CABEM, candidato à junta de freguesia de Balasar.

partilhar Facebook
942/IMG_4759.jpg
942/IMG_4764.jpg
942/IMG_4766.jpg
942/IMG_4753.jpg
Banner Publicitário