Voz da Póvoa
 
...

Bloco Levou Candidatos às Legislativas à Feira da Estela

Bloco Levou Candidatos às Legislativas à Feira da Estela

Política | 11 Janeiro 2022

O Bloco de Esquerda esteve, no domingo, na feira da Estela. Os candidatos às próximas legislativas, de 30 de janeiro, José Soeiro e Filipa Afonseca, estiveram em contacto com a população na feira semanal e apresentaram as prioridades do Bloco de Esquerda nesta campanha, destacando “o combate às alterações climáticas, a garantia de trabalhos com direitos e a aposta nos serviços públicos de qualidade, gratuitos e universais”.

A poveira Filipa Afonseca afirma que "a protecção do planeta exige mudanças drásticas nas políticas públicas e medidas urgentes de minoração das alterações climáticas, que já se verifica na erosão das praias do nosso concelho, principalmente na praia da Estela. É urgente uma intervenção na duna primária". A candidata ouviu falar da falta de apoios aos pequenos produtores e aos feirantes, como por exemplo, a falta de isenção de taxas de ocupação durante a pandemia.

Por seu lado o candidato do Bloco, José Soeiro referiu que “Portugal continua a ter pensões muito baixas, resultantes de salários baixos e carreiras contributivas débeis, uma baixa taxa de substituição de rendimentos na velhice (ou seja, a maioria das pessoas ganha na reforma significativamente menos do que os rendimentos que auferia enquanto tinha um emprego) e uma elevada taxa de pobreza entre os idosos. É necessário a Alteração das regras de atualização das pensões, integrando no cálculo os valores do crescimento e da inflação, garantindo que nenhuma pensão perde poder de compra de ano para ano, o aumento do valor mínimo das pensões, de modo a garantir que, independentemente dos apoios e dos complementos sociais aplicáveis, o valor das pensões de carreiras contributivas de 20 ou mais anos de descontos fica sempre acima do limiar de pobreza e a eliminação do ‘fator de sustentabilidade’. Depois de todas as alterações aprovadas entre 2017 e 2020 ele já só tem uma aplicação residual (cerca de 10% das pensões requeridas). Não faz sentido manter-se, nomeadamente porque o impacto da esperança média de vida já foi incorporado noutros elementos do sistema”.

partilhar Facebook
Banner Publicitário