Voz da Póvoa
 
...

Celeste Branco ou a Merecida Homenagem

Celeste Branco ou a Merecida Homenagem

Pessoas | 18 Setembro 2021

A Professora Celeste Branco foi homenageada postumamente (1917 – 2002) pelo Sindicato dos Professores do Norte, que descerraram ao final da tarde do dia 10 de Setembro, uma placa na parede da casa onde morou, na Rua Frei Sebastião, com os dizeres: “Nesta sua casa, realizaram-se, nos anos 70 do séc. XX reuniões clandestinas de professores dos Grupos de Estudo” (precursores dos sindicatos de professores).

O momento foi presenciado por cerca de 50 pessoas, entre professores, antigos alunos, familiares e antigas colegas de ensino.
 
A filha Ruth Branco, professora aposentada, recordou algumas histórias passadas na casa onde hoje mora: “Antes do 25 de Abril, realizavam-se reuniões nesta casa. As pessoas juntavam-se na casa e algumas pela escada. A minha mãe convocava os professores e eu vinha do Porto de comboio, fazer uma reunião durante a tarde e depois regressava ao Porto. Antes do início da reunião, eu fazia um bolo para distribuir em partes, num pratinho, pelos professores, para, na eventualidade de vir a polícia da Pide, pensar que estávamos a fazer um aniversário. Era essa a palavra-chave se alguém perguntasse”.

Fotografias de Raquel Freire

partilhar Facebook
1001/Celeste_Branco_2.JPG
1001/Celeste_Branco_3.jpg
1001/Celeste_Branco_1.JPG
Banner Publicitário