Voz da Póvoa
 
...

Turistando Lendas e Lugares – Eu te amo, Portugal!

Turistando Lendas e Lugares – Eu te amo, Portugal!

Opinião | 1949-B | 8 Abril 2020

“Certos sábios opinam de uma forma, religiões falam de outra, mas nós somos a vida. E cada um de nós deve ser responsável por tudo que plantamos por estes lados. E amanhã a alma da gente seguramente vai colher.

Por isso eu estou preocupado com o amor, com a igualdade, com a paz deste planeta. E também me preocupam as cidades, me preocupam os países, me preocupa onde nasce um gesto de vida.
 
Porque há vinte anos atrás, em um palco que está ainda latente na minha memória, eu vinha a cantar com todas essas ilusões de paz. Eu não queria ser um forasteiro a mais ou um estrangeiro a mais porque esta terra tinha-me dado um filho.
 
E um amigo deu-me mais que um abraço, ele deu-me de presente uma música. Para esse filho, para o meu sotaque, para os meus costumes, para minha esperança, para meus sonhos (...)
E neste coração do Rio Grande do Sul que também é meu coração, e como aquele transplante que você recebe um dia e lhe dão um coração não novo, mas já usado, com a experiência de um povo, assim é minha vida hoje â noite.

Por isso vim a cantar.
 
Aprendi a amá-los a todos com sotaque ou sem sotaque, aprendi a amar o Rio Grande do Sul e a respeitar o hino dessa pátria como amo as minhas canções, porque aqui levantei meu lar e aqui meu filho cresceu assim: “Como cresce a verdade alta e profunda...” (Dante Ramon Ledesma)
Eu não poderia lutar pela mesma causa de Dante, entretanto isso não impede-me de sentir profunda admiração por sua pessoa e pelas suas palavras, quando inspira-nos a sermos melhores como pessoas, entre as pessoas.
 
Eu, que também me fiz cidadã de uma pátria que não me pariu, mas que foi berço das minhas crias, que embala os meus sonhos, que hoje me reconhece como igual, partilho do sentimento desse meu tão sensível irmão de bandeira. Independentemente de posição política, credo, raça.
Ao elevar as palavras desse gaúcho para muito além de ideais “esquerdistas” encontro o verdadeiro significado da expressão "mudar para a humanidade", é o que fazemos quando cultivamos amor à pátria e pela vida, tolerância, paciência, empatia.

Quer lutar por um mundo melhor? Plante num vasinho essas sementes você também!

Maria Beck Pombo

partilhar Facebook
Banner Publicitário