Voz da Póvoa
 
...

O Surrealismo da Realidade

O Surrealismo da Realidade

Opinião | 26 Fevereiro 2021

Escrever sobre a realidade é um exercício totalmente surreal.

Não temos mais nada a ver com o cenário atual das notícias, por exemplo, que um sem-teto que dormia na rua foi condenado a quatro meses de prisão por pular o confinamento. Bem, o positivo é que você já tem uma cama e comida sem problemas durante esse tempo e também um teto.

Cumpriu a decisão das partes, juiz e procurador sem problemas.

Na Turquia, uma mulher que sofreu assédio, estupro e ameaças de seu marido e também de seus filhos, bem como tortura até ficar inconsciente após ser algemada a uma cadeira, foi condenada pelo Ministério Público Estadual, posteriormente, em legítima defesa atirar e matar seu marido e, em seguida, chamar os serviços de emergência. A acusação pede prisão perpétua por um acontecimento que, por mais grave que possa parecer, se não ela e seus filhos estariam mortos agora.

Certos países, incluindo Luxemburgo, estão apostando na corrida espacial para explorar em vez de explorar a mineração e outros recursos na Lua e também como uma ponte para um futuro lançamento a Marte.

Isso é feito agora, quando pelo menos milhões de pessoas diariamente sofrem horrores em nosso planeta para evitar a fome.

A tortura é um fenômeno comum usado por muitos estados do mundo hoje em delegacias, prisões e outros espaços.

A fortuna que as multinacionais farmacêuticas vão ganhar será enorme graças à compra durante este ano de 2021.

O que é lucrativo é o que mais interessa, a saúde e a urgência das pessoas ficam em segundo plano.

Os migrantes são usados como mão-de-obra barata nos campos em condições subumanas e semi-escravistas em estados que se orgulham do "estado de direito".

Esses empresários são, é claro, partidários da imigração ilegal de pessoas e do tráfico de pessoas.

É normal que não encontrem pessoas que vivam dentro do estado e precisem desse tipo de imigração para aumentar seus rendimentos em detrimento de outras pessoas.

A taxa de desemprego em muitas partes do mundo entre os jovens ultrapassa os 40% e estamos a falar de "estado de direito".

 

Jesús Antonio Fernández Olmedo

 

partilhar Facebook
Banner Publicitário