Voz da Póvoa
 
...

O NOVO MAIO DE 68

O NOVO MAIO DE 68

Opinião | 16 Maio 2021

Paris arde. É o novo Maio de 68. Era de prever. Isto estava mesmo a explodir. Anarquistas, esquerdistas, Black Bloks, comunistas, coletes amarelos, o povo revoltado, jovens, estudantes, revolucionários de toda a espécie ocupam e incendeiam as ruas. Começa no 1º de Maio. Maio de 68. Maio de 2021. Em Portugal, os trabalhadores saem à rua com os estudantes de Coimbra, que exigem novamente o fim das propinas, que exigem um novo futuro, um novo mundo. Marx, Bakunine, Che Guevara, Jim Morrison, José Mário Branco, Zeca Afonso e Antero de Quental estão aqui. A Revolução está aqui e em Paris. A Revolução está em todo o lado. Basta de controle! Basta de exploração! Basta de alienação! Basta de escravização! Cuida-te, ó Costa. Cuida-te, ó Rio. Cuida-te, ó Ventura. Cuida-te, ó Biden. Cuida-te, ó Macron. Os tempos estão mesmo a mudar. A Hora chegou.

António Pedro Ribeiro – Sociólogo, poeta, cronista e muito mais…

 

partilhar Facebook
Banner Publicitário