Voz da Póvoa
 
...

O HOMEM DA CRIAÇÃO E DA VIDA

O HOMEM DA CRIAÇÃO E DA VIDA

Opinião | 21 Janeiro 2021

Temos que regressar às lições do Maio de 68. Á ideia de que, abandonando a escravatura do trabalho, ergue-se o homem da criação e do grande desejo de vida. Outra vida e outro mundo são possíveis.

Há que assegurar a primazia da vida sobre a economia, deixando o ser humano de ser um predador ou uma presa. Aí acaba a lei do mais apto e do mais forte.

Os jogos de aprendizagem, a criatividade, a curiosidade, a imaginação, a paixão pela descoberta, a abertura para consigo e para com os outros, a invenção do maravilhoso, dizem não ao fetichismo do dinheiro, ao trabalho, à cupidez, à ganância pelo poder, aos arranjinhos, à manipulação, à competição, à concorrência, ao cálculo, à agressividade, à ostentação, à exclusão, à separação, à culpabilidade, ao sacrifício, ao clientelismo.

É este o homem do amor, da vida e da liberdade. É este o homem que se liberta de todo o controle e de toda a opressão. É este o homem que realmente vive em paz e harmonia com os animais, com as plantas e com a Terra.

António Pedro Ribeiro – Sociólogo, poeta, cronista e muito mais

partilhar Facebook
Banner Publicitário