Voz da Póvoa
 
...

O DINHEIRO VAI DESAPARECER

O DINHEIRO VAI DESAPARECER

Opinião | 18 Junho 2021

Nunca trabalhar exige grandes talentos. Amo a liberdade, mas não o dinheiro. "O dinheiro não era um desejo de infância." (Freud). Guy Debord, o mentor da Internacional Situacionista, apela à abolição da ordem das coisas reinante e ao fim do trabalho assalariado, rumo a um mundo livre, sem patrões, sem governos, sem exploradores. Hoje estamos perante a "liberdade" ditatorial do Mercado, temperada pelo reconhecimento dos Direitos do Homem espectador e consumista. Estamos perante a poluição planetária, as alterações climáticas, o desastre da saúde pública. Estamos na substituição da linguagem humana pelos computadores mais facilmente controláveis. E até da própria espécie humana por uma outra espécie mais bem adaptada. Cães. Vendilhões. Cegos. Imbecis. Rebanho que compete e pasta. Pelo dinheirinho, sempre a merda do dinheirinho. A merda do vosso dinheirinho vai desaparecer. Com o caos e a grande revolução que aí vem. Para quê sacrifícios, companheiro, companheira? Sacrifica-te para a revolução e deixa-os guerrearem-se entre eles em busca do poder e das pequenas vantagens dos merceeiros, deixa-os andar à porrada por causa da merda da bola. Tolos. Pobres imbecis. Até metem pena.

A história real da democracia passa pelas repúblicas de Atenas e Florença e pelos momentos de revolução dos 3 ou 4 últimos séculos, incluindo naturalmente este. We Want the World and We Want it NOW!

António Pedro Ribeiro – Sociólogo, poeta, cronista e muito mais…

partilhar Facebook
Banner Publicitário