Voz da Póvoa
 
...

Curtas e Grossas – Amália Rodrigues

Curtas e Grossas – Amália Rodrigues

Opinião | 1957 | 15 Julho 2020

“Não se porque te foste embora ”é o nome do fado cantado por Amália Rodrigues que podia ter sido o seu epitáfio. Amália da Piedade Conceição Rodrigues foi considerada injustamente uma cantora do Estado Novo. O seu ”Fado de Peniche” foi proibido por ser considerado uma homenagem aos presos políticos do forte de Peniche. Amália Rodrigues deu dinheiro ao Partido Comunista Português, solidária com militantes clandestinos. A 23 de Julho comemora-se o centenário do seu nascimento. ”Minha canção é saudade”, porque “Gostava de ser quem era”.

Ademar Costa – Cronista e Poeta

partilhar Facebook
Banner Publicitário