Voz da Póvoa
 
...

Curtas e Grossas - Indemnizações

Curtas e Grossas - Indemnizações

Opinião | 2 Março 2021

Hugo Ernano, militar da GNR, foi condenado pela morte acidental de um menor, durante uma perseguição policial. E a indemnização a pagar à família do menor recaiu sobre o agente da autoridade. Já no caso do assassinato de Ihor Homenyuk, o ucraniano que foi morto nas instalações do SEF, no Aeroporto de Lisboa, a indemnização, no valor de mais de 800 mil euros, vai ser paga pelo Estado português. A minha dúvida é esta: sendo o militar da GNR e os inspetores do SEF, ambos funcionários do Estado ,porque não foi a indemnização ao menor assumida pelo nosso Governo?

Por: Ademar Costa – Poeta e cronista

partilhar Facebook
Banner Publicitário