Voz da Póvoa
 
...

Medalha Grau Prata para Aurelino Costa e Álvaro Moreira

Medalha Grau Prata para Aurelino Costa e Álvaro Moreira

Local | 29 Maio 2022

Foi aprovada por unanimidade na Reunião de Câmara do dia 25 de Maio, a proposta apresentada pelo Presidente da Câmara Municipal, Aires Pereira, para distinguir com a Medalha de Reconhecimento Poveiro – Grau Prata, os cidadãos Aurelino Costa e Álvaro Moreira, curiosamente ambos formados em direito. A cerimónia de entrega será no Cine-Teatro Garrett, no dia da cidade, a 16 de Junho, data em que a Póvoa de Varzim comemora o seu 49º aniversário de elevação ao estatuto de cidade, e que este ano coincide com o dia da celebração do Corpo de Deus.
 
Sobre as distinções honoríficas a atribuir no dia da cidade, o edil sublinhou que Álvaro Tavares Moreira, “foi presidente da Assembleia entre 1997 e 2009, dirigente do Varzim Sport Club. É uma pessoa ligada a projectos de índole social e é um cidadão reconhecido por todos como alguém sempre disponível, afável e que contribuiu para a vida pública”.

Quanto ao segundo homenageado, Aurelino Costa, “é sobretudo pela sua dedicação à vida cultural e a forma como leva o nome da Póvoa de Varzim e daquilo que são as nossas tradições, os nossos artistas, é sem sombra de dúvida uma figura incontornável da cultura poveira e entendemos que era hora de lhe retribuir, não tudo aquilo que ele tem feito por nós, mas o nosso reconhecimento por aquilo que ele faz com tanta paixão pela cultura poveira”, destacou Aires Pereira.

O poeta Aurelino Costa recebeu a notícia com uma certa surpresa, mas diz sentir-se honrado com a distinção: “É um reconhecimento de mérito pelo que tenho culturalmente feito, mas na vida de qualquer homenageado existe sempre um mundo familiar e social que esteve na origem deste acontecer. No mais íntimo de mim penso que, estará ligado à arte poética, ou seja, à poesia, ao poeta e ao dizedor. Depois estão todos os músicos que me acompanharam, toda a plateia, um mundo envolvente do nosso olhar retrospectivo. O atribuir de uma honra, mesmo que simbólica, exige do próprio condecorado uma responsabilidade sempre no futuro. Espero estar ao nível dessa retribuição do Município da Póvoa”.

partilhar Facebook
Banner Publicitário