Voz da Póvoa
 
...

Juntas de Freguesias Poveiras Entregam Donativo aos Bombeiros

Juntas de Freguesias Poveiras Entregam Donativo aos Bombeiros

Local | 20 Janeiro 2021

Na manhã de sábado, os presidentes das Juntas de Freguesia do concelho da Póvoa de Varzim, entregaram um donativo ao Comandante dos Bombeiros da cidade que viu nascer Cego do Maio.
O tempo de pandemia, além de colocar em alerta permanente ao Bombeiros, não permitiu, por questões de segurança, fazer o habitual peditório pelas freguesias. Daí a compreensão e reparo dos sete presidentes, que lideram as doze freguesias, integrantes do território da Póvoa de Varzim.

Em nome de todos os presidentes de Junta, Carlos Mações entregou 13.550 euros à corporação: “A pandemia que estamos a viver, não permitiu aos bombeiros realizar o seu peditório nas nossas freguesias, daí virmos cá trazer uma pequena ajuda. Representamos as nossas populações e seria muito mau não contribuir para um melhor Natal de todos os Bombeiros. É com este espírito natalício que entregamos a nossa oferta a quem tantas vezes, vem em nosso auxílio”.
 
Com gratidão, o comandante Francisco Nova reconheceu o gesto dos autarcas: “Quero agradecer o gesto das Juntas de freguesia, porque este ano foi muito complicado para nós. Estivemos sempre na linha da frente em todas as solicitações. Anualmente, os bombeiros fazem um peditório de Natal pelas populações das freguesias do concelho. Somos sempre bem recebidos por quem nos quer agradecer a nossa disponibilidade. O gesto das Juntas é significativo e, em nome do comando e do corpo activo, os bombeiros só podem agradecer e dizer que, podem contar connosco para qualquer situação”.

E acrescentou. “Fomos como habitualmente, ao Presidente da Câmara, apresentar cumprimentos, fazer um balanço da actividade e receber o Bolo-rei, uma oferta já habitual. O tempo exige mil cuidados e as visitas a casa das pessoas para fazer o peditório, não eram aconselháveis. Explicámos isso ao Presidente que ficou muito sensibilizado e como não fazemos peditório pela cidade, a autarquia, que nos últimos anos tem atribuído uma verba a rondar os 24 mil euros, este ano oferece 30 mil euros”.

Também Rui Coelho, presidente da Real Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, não deixou de enaltecer a prenda de Natal: “Fico bastante satisfeito e não esperava outra coisa dos presidentes de Junta, que reconhecem o trabalho que é executado pelos bombeiros. São pessoas atentas e responsáveis, que reconhecem o valor da nossa existência e intervenção. Pensávamos que este ano ia ser diferente devido à pandemia e que também acarretava menos valor para toda a gente, mas os presidentes da Junta estiveram à altura das populações que representam e só podemos agradecer. Estamos sempre disponíveis para qualquer emergência”. 

E conclui: “Estamos sempre na linha da frente. A parte da coragem e da dedicação ao serviço, mostraram a essência do bombeiro, nunca viraram a cara a um pedido de ajuda, um transporte, um socorro a um doente. Mantivemos com os doentes Covid-19, o mesmo tratamento que mantivemos com outros doentes, claro, com uma protecção acrescida. O nosso principal problema tem sido manter isto a funcionar porque estamos a perder na ordem dos 150 mil euros, devido à despesa acrescida com os equipamentos de protecção individual, porque primeiro está a segurança dos nossos bombeiros, mas era importante que o Governo percebesse e nos ajudasse”.

 

partilhar Facebook
Banner Publicitário