Voz da Póvoa
 
...

Jornal da Estela é Notícia n’A Voz da Póvoa

Jornal da Estela é Notícia n’A Voz da Póvoa

Local | 16 Maio 2021

Apenas pelo dever de informar. Quando assim é, não há jornais pequenos. Herdou o nome da freguesia, como A Voz da Póvoa, o da cidade. Notícias da Estela foi fundado em Setembro de 1995 e é propriedade do Grupo Desportivo, Cultural e Recreativo Senhora do Ó. Mensalmente, oferece aos estelenses, uma atenção especial pela freguesia e Às suas associações culturais, desportivas e recreativas. Não há artigo no jornal que não tenha uma ligação à terra.

Na redacção, desde a primeira hora, está José Alberto Eiras Santos, natural da Estela, onde nasceu em 1956. É mediador de seguros, gerente comercial e jornalista. “O jornal só traz notícias da Estela, nunca se encontra nenhum artigo que tenha a ver só com a Póvoa ou outra qualquer terra. Ainda recentemente, publicámos uma notícia que explica bem o que acabo de dizer. O Fernando Brandão, que foi jogador do Varzim, tem um neto em França, o Gonçalo Brandão Moreira, que assinou um contrato com o FC Sochaud. É uma notícia que fala de pessoas da Estela”, esclarece.

E acrescenta: “As pessoas na Estela que gostam de ser informadas pelo jornal da Terra. Depois, o que se passa aqui não sai na televisão nem em jornais nacionais. Da mesma forma que os jornais locais da cidade destacam mais o que se passa na Póvoa, nós fazemos o mesmo pela Estela. Com a pandemia há menos notícias. O jornal está mais vocacionado para as associações desportivas, culturais e recreativas, mas está tudo parado. Vamos destacando o trabalho da autarquia na freguesia e da Junta. Também fazemos algumas chamadas de atenção, em relação a um ou outro problema, para quem de direito o possa corrigir. Penso que não é novidade, mas as notícias de faca e alguidar são aquelas que esgotam o jornal”.

José Alberto Santos reconhece a colaboração dos estelenses em muita informação que publica: “Há pessoas que me procuram para relatar um acontecimento, depois investigo e faço a notícia. Há também eventos que acontecem e ninguém teve o cuidado de avisar o jornal e para nós é importante informar, registar o acontecido. A melhor reportagem é sempre a presencial, por linhas travessas falta sempre alguma verdade, a verdade dos nossos olhos. Sempre gostei de ler e escrever e acabei a praticar jornalismo. Sou eu que me responsabilizo, desde o primeiro número, em angariar notícias e elaborar o jornal. Tenho outros colaboradores, como o meu tio Alberto Eiras, que escreve uns artigos ligados à história da Estela. O editorial é sempre assinado pelo director do Jornal, Dennis Moreira”.

A pandemia não permitiu festejar os 25 anos do Notícias da Estela, um jornal que se mantem fiel aos seus princípios: “Quando foi fundado, o primeiro objectivo era fazer chegar as notícias da Estela à comunidade de emigrantes. Inicialmente, bebemos o azul e o preto do Notícias da Póvoa. Depois, passou a ser a cores. Abandonámos a publicação em offset e passámos imprimir em formato digital. Enviamos pelo correio para 65 emigrantes, mas também para estelenses que vivem em outras cidades de norte a sul do país. A nossa espectativa é que o jornal seja lido pelas pessoas da casa e até por amigos. Aqui na Estela, é vendido nas mercearias locais e nos mercados. Dos jornais que nos sobram, encadernamos sempre uns 50 livros, que oferecemos às bibliotecas e podem ser comprados pelas pessoas”.

Para José Alberto Santos, um jornal guarda a memória futura, mas só o sabemos valorizar depois: “Quer queiramos quer não, o que fica escrito no jornal acaba por ser um trabalho gracioso. A cultura e o desporto têm lugar cativo. Todas as actividades culturais que existem na Estela nasceram na Associação Senhora do Ó, desde grupos de música, de teatro e até o futebol. Agora já existem grupos independentes. Ganharam pernas para a sua própria autonomia e isso é bom. a Estela, antes do jornal, no tempo das rádios piratas, fundou a Rádio Juventude. Uma década depois fundou o Notícias da Estela. Há na freguesia uma vontade de informar e estar informado. Acredito que a história acabará por nos consultar a memória e agradecer”.

 

partilhar Facebook
785/IMG_7701.jpg
785/DSC_5375.jpg
Banner Publicitário