Voz da Póvoa
 
...

Executivo Celebra Protocolos com Agrupamentos Escolares

Executivo Celebra Protocolos com Agrupamentos Escolares

Local | 6 Agosto 2021

O ano lectivo que se avizinha esteve em destaque na Reunião de Câmara de terça-feira, 3 de Agosto, tendo o Executivo Municipal aprovado a celebração de protocolos de colaboração com os Agrupamentos de Escolas Cego do Maio, Dr. Flávio Gonçalves e de Rates. O protocolo tem como objectivo desenvolver os respectivos programas de Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC) no 1.º ciclo do Ensino Básico. Para que isso aconteça a tempo de garantir o normal funcionamento das AEC nos agrupamentos escolares, será aberto um concurso para 16 Técnicos Superiores de actividade física e 6 de inglês, que irá ocorrer ainda durante o mês de Agosto e pode ser consultado no portal digital da autarquia.

Quanto ao exercício do ensino da música, a Câmara Municipal tem um protocolo com a Associação Pró-Música, responsável pela contratação dos técnicos superiores.

Luís Diamantino, vice-presidente da Câmara, vereador da Cultura e Educação, recordou que este ano estão proibidos de abrir concurso para outras áreas, mas as escolas podem: “O agrupamento de Aver-o-Mar decidiu também abrir concurso para informática e robótica, um pouco à imagem do que já acontece em Beiriz. No próximo ano, iremos resolver esta questão”.

O Executivo retificou também o contrato-promessa de compra e venda celebrado com a Fábrica da Igreja Paroquial de Santa Eulália de Balasar, destinado ao Parque Verde daquela freguesia.
No final da Reunião de Câmara, José Milhazes, vereador do PS, reconheceu que os temas abordados e protocolos assinados obedeciam à normalidade, embora não fizesse parte da agenda, o tema da habitação foi abordado na reunião: “Temos verificado que ao longo dos últimos meses, têm entrado diversas propostas na Câmara para exercer o direito de preferência com preços avultados. Isso surpreende-nos e preocupa-nos porque dá sinal que o mercado na Póvoa de Varzim está com uma grande carência de habitações. Fomos informados pelo Presidente da Câmara, que estão em fase de preparação dois projectos de grande dimensão para a Via B”.

Os últimos Censos revelaram que a população residente na Póvoa de Varzim aumentou e o vereador socialista não tem dúvidas que “só não terá aumentado mais porque a carência habitacional o impediu. Reconhecemos que a mudança de regras do Plano Director Municipal para a Via B tem permitido que alguns empresários avancem com empreendimentos habitacionais. Isso agrada-nos porque sabemos que os altos preços de cidades como o Porto têm tendência a alastrar para os concelhos limítrofes, como a Póvoa de Varzim”.

O Executivo adquiriu um terreno em Penalves, há dois anos, onde pretende construir 150 habitações para jovens, uma necessidade que José Milhazes aponta como urgente: “O próprio governo sentiu necessidade de alocar uma verba substancial para esta situação, sendo que a Póvoa já apresentou o seu projecto e foi aprovado. Acreditamos que a médio prazo o sector público poderá estabilizar os preços de mercado e regularizá-los, de maneira a que as pessoas possam ter habitação acessível. É uma situação que nos preocupa e, por isso, penso que embora informal, foi mesmo o tema mais importante da reunião”.

 

partilhar Facebook
326/002.jpg
556/CMPVZ01.JPG
Banner Publicitário