Voz da Póvoa
 
...

‘Covid Drive Thru’

‘Covid Drive Thru’

Local | 1950 | 15 Abril 2020

Em Funcionamento desde Segunda-Feira
Centro de Testes Está Instalado Junto à Unidade Hospitalar da Póvoa de Varzim

Encontra-se em funcionamento, desde esta segunda-feira, um ‘Covid Drive Thru’, junto à unidade da Póvoa de Varzim do Centro Hospitalar, para a realização de testes de despistagem ao novo coronavírus, uma capacidade que poderá chegar aos 100 testes por dia. A exemplo do que já sucede noutros concelhos, como Porto e Maia, os testes à Covid-19 são realizados dentro do próprio automóvel e destinam-se apenas a doentes previamente sinalizados.

“A marcação dos exames será realizada através de uma linha telefónica da Câmara Municipal. Portanto, as pessoas que tiverem prescrição médica para efectuarem o teste poderão proceder à marcação através dessa linha do município, sem terem necessidade de se deslocar aos centros existentes noutros concelhos e com a incomodidade que isso acarreta. Congratulo-me por, ao fim deste tempo, conseguirmos ter um centro de testes na Póvoa de Varzim”, reforçou Aires Pereira.

Assim, os cidadãos com prescrição médica vão poder efectuar as marcações através do número 252 090 169, de segunda-feira a sábado, das 09,00 às 17,00 horas.  

O presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim também revelou que a Escola Agrícola Campo Verde, em São Pedro de Rates, dispõe de um espaço reservado e equipado com 60 camas, pronto a entrar em funcionamento, para acolher idosos de lares do concelho caso surja algum problema grave devido à Covid-19: “Montamos uma ‘Casa de Recuo’, para a eventualidade de termos algum problema nalgum lar de idosos e podermos, desta forma, ter um sítio onde, provisoriamente, podemos alojar os idosos que não acusem positivo até à regularização da situação do lar de origem, para onde serão depois reconduzidos. Trata-se de um espaço todo equipado, com 60 camas, em condições de funcionamento para acudir a qualquer destas situações, para que, caso ocorra alguma situação, não termos necessidade de andar de ‘calças na mão’ à procura de uma solução”.

O autarca aproveitou para sossegar a comunidade poveira ao referir que não existem situações preocupantes nos lares da Póvoa de Varzim, referindo o caso concreto e badalado do Centro Social de Aver-o-Mar. Segundo informou Aires Pereira, neste lar estão a ser realizados testes e até ao momento todos deram negativo. “Felizmente, não temos nenhuma situação suspeita nos nossos lares. Em Aver-o-Mar continuam a ser realizados testes, todos eles deram negativo, e à data só faltam testar sete utentes e alguns funcionários. É um processo que está a decorrer normalmente e têm sido tomadas um conjunto de medidas por forma a salvaguardar a saúde das pessoas, dos utentes e dos funcionários. Por parte da Direcção-Geral da Saúde existe a indicação de que todas as pessoas dos lares serão testadas, mas parece-me que se trata de um processo que está ainda muito focado no sul do país. No entanto, no que diz respeito às instituições do nosso concelho, não temos indicação de nenhuma situação que nos mereça, para já, uma preocupação especial. Vamos continuar atentos”.

Aires Pereira referiu, ainda, que encontra-se em funcionamento na EB 2,3 de Beiriz uma cantina comunitária que está a servir cerca de 100 refeições por dia.

Executivo Camarário Delibera Medidas de Apoio Neste Período Crítico

Até à cessação da situação excepcional de prevenção e contenção da Covid-19, o executivo camarário deliberou não cobrar as taxas mensais pela concessão de locais de venda no interior e exterior do Mercado Municipal, bem como o estacionamento à superfície.

Ainda no âmbito do combate ao novo coronavírus, o Município da Póvoa de Varzim estabeleceu um protocolo com o Centro Hospitalar que permite aos médicos e enfermeiros pernoitarem no Hotel Avenida, situado na Avenida Mouzinho de Albuquerque, por forma a proteger as respectivas famílias e a restante população. Desta forma, o valor correspondente ao custo mensal do alojamento, cerca de 18 mil euros, será inteiramente assegurado pela autarquia poveira.

Noutro âmbito, a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim decidiu prorrogar o prazo de apresentação de propostas relativas à empreitada da futura Arena da Póvoa de Varzim. O autarca Aires Pereira reconhece que a situação que o país atravessa está a condicionar a elaboração de propostas, pelo que o prazo vai estender-se por mais 45 dias úteis. Sobre as verbas que serão investidas neste e noutros projetos no concelho, o autarca esclareceu que “estas obras não comportam nenhum esforço financeiro por parte do Município, já que são financiadas a 100% pelo Fundo do Turismo e as verbas envolvidas apenas podem ser utilizadas para este fim. Ouço e leio nas redes sociais que o dinheiro deveria ser usado para ajudar os poveiros nesta fase difícil das suas vidas. Mas, de uma vez por todas e sem demagogias, as pessoas têm de perceber que não é possível utilizar este dinheiro que foi atribuído ao Município para outros fins. A futura Arena não terá qualquer impacto no orçamento”.

Aires Pereira anunciou ainda a rescisão definitiva com a empresa responsável pela obra da antiga Garagem Linhares, onde vai surgir o futuro Centro de Atendimento Municipal. “Iremos tomar posse administrativa do espaço para podermos concluir a empreitada”, garantiu.

Referência ainda para a aprovação de um apoio ao MAPADI para a aquisição de uma viatura de nove lugares que, sublinhou o edil, “vai contribuir para o cumprimento da sua missão em prol dos utentes com deficiência intelectual e necessidades educativas especiais e respectivas famílias”.


Leia a notícia na íntegra na edição impressa

partilhar Facebook
Banner Publicitário