Voz da Póvoa
 
...

Fique em Casa, o Mar Não o Quer ver Naufragar

Fique em Casa, o Mar Não o Quer ver Naufragar

Geral | 19 Maio 2021

O agravamento do estado do mar levou as Capitanias dos Portos da Póvoa de Varzim e Vila do Conde e órgãos locais da Autoridade Marítima Nacional, a informar que “se espera o agravamento das condições meteorológicas a partir das primeiras horas de sábado, dia 30 de janeiro de 2021”.

As previsões apontam para “vento moderado a forte dos quadrantes de oeste/sudoeste, com rajadas que poderão atingir os 70 Km/h, o que poderá originar ondulação forte dos quadrantes de oeste, com altura média de 4 metros, podendo atingir até 6 metros de altura máxima”.

Para a comunidade marítima profissional, em particular, recomenda-se “evitar praticar
atividades relacionadas com o mar, nomeadamente a pesca. Recomenda-se também o regresso ao porto de abrigo mais próximo, o reforço da amarração e vigilância apertada das embarcações, e a adoção de todas as medidas de precaução”.

Por motivos de segurança, as barras dos Portos da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde encontram-se encerradas a toda a navegação.

“À população em geral, face à atual situação pandémica, e ao dever geral de recolhimento domiciliário que se encontra em vigor, alerta-se para as medidas de limitação de circulação implementadas nos seguintes espaços e vias públicas, passadiços, caminhos pedonais das marginais, acesso às praias, adjacentes ao mar e ao rio, pelo que devem permanecer no respetivo domicílio. Face ao exposto, e às condições meteorológicas adversas, mais se alerta para que não sejam realizados passeios à beira-mar ou beira-rio, não sejam estacionados veículos muito próximo da orla marítima, mantendo atenção às informações da meteorologia e às indicações das autoridades de segurança”, esclarecem as Capitanias dos Portos da Póvoa de Varzim e Vila do Conde.

partilhar Facebook
Banner Publicitário