Voz da Póvoa
 
...

União Desportiva de Beiriz – Uma Referência na Formação Desportiva e Cívica

União Desportiva de Beiriz – Uma Referência na Formação Desportiva e Cívica

Freguesias | 1920 | 7 Agosto 2019

Fundada em 08 de Fevereiro de 1985, a União Desportiva de Beiriz é uma das colectividades mais representativas da freguesia. Desde a sua criação, e ao longo destes 34 anos, tem promovido o convívio e a camaradagem, através do fomento da actividade desportiva, desempenhando um papel muito importante no desenvolvimento humano e social dos seus atletas, principalmente junto dos mais jovens.

O futebol tem uma longa tradição em Beiriz. Segundo registos existentes na Associação de Futebol do Porto, na longínqua época de 1945/46, o Club de Futebol de Beiriz e o Sporting Club de Beiriz disputaram o Campeonato Distrital. Reza a história que entre os dois clubes da terra havia uma grande rivalidade, de tal forma que despertava paixões e chegava a dividir a própria freguesia. Mais tarde estes dois clubes acabaram e deram origem à União Desportiva de Beiriz.

Carlos Fernandes tem 62 anos e está na presidência da União Desportiva de Beiriz desde Agosto de 1997. Dirigente respeitado no seio do associativismo poveiro, é um dos principais responsáveis pelo crescimento sustentado da colectividade que veste de azul e amarelo e movimenta mais de 200 atletas, nas modalidades de Futebol, BTT, Karaté e Crossfit. “Faço um balanço muito positivo destes 22 anos que levo como presidente. Há momentos que nos marcam para sempre, como os laços de amizade que aqui se criam, as nossas participações em França junto da comunidade de emigrantes, ou ver um miúdo crescer e singrar como futebolista e como homem. Essa é a grande missão de um dirigente, dar o melhor de si em prol da associação, mesmo com prejuízos para a vida pessoal e familiar”, afirma Carlos Fernandes.

Ser o homem do leme de uma embarcação que movimenta mais de duas centenas de atletas, em várias modalidades, não é tarefa fácil. Carlos Fernandes desabafou: “A União Desportiva de Beiriz vive com dificuldades, nomeadamente económicas, porque as receitas não acompanham o aumento das despesas. Nesse sentido, tenho procurado sensibilizar a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia para o momento difícil que atravessamos. A título de exemplo, há sensivelmente dez anos, chegamos a um acordo com a Junta de Freguesia para a atribuição de um subsídio de 3000 euros por ano para ajudar a custear as despesas com a luz. Acontece que, desde então, as despesas aumentaram substancialmente, muito por culpa da subida do IVA de 6% para 23%, e o subsídio nunca foi actualizado, daí a minha indignação. Tenho procurado sensibilizar a União de Freguesias, presidida por Ricardo Silva, e há a promessa de actualizar o subsídio anual, que é fundamental para cumprirmos a nossa missão.”.

E prosseguiu: “É necessária uma grande ginástica para pagar as contas ao final do mês. Para além das despesas fixas, como a luz, a água, os combustíveis ou a manutenção do complexo desportivo, suportamos os custos respeitantes à actividade desportiva, onde se incluem o roupeiro e o fisioterapeuta, duas peças-chave na nossa organização. Recentemente, criamos um gabinete médico para apoio aos nossos atletas. Felizmente, temos empresas que nos ajudam, como a Caixa de Crédito Agrícola, a Funerária de Beiriz e a imobiliária Exímios, sem esquecer as receitas do aluguer do ringue”.

Se o Karaté, o BTT e o Crossfit são secções autónomas, o Futebol é a modalidade que movimenta mais atletas, distribuídos pelos escalões de traquinas, escolinhas, infantis, juvenis, seniores, veteranos e feminino, que disputam o Campeonato Inter-Freguesias da Póvoa de Varzim.

partilhar Facebook
15/carlos-fernandes.jpg
15/carlos-fernandes-1.jpg
15/posto-medico-de-apoio-ao-desporto.jpg
15/ud-beiriz-terreno-futura-sede.jpg
Banner Publicitário