Voz da Póvoa
 
...

Um Ilustre Jornalista de São Pedro de Rates

Um Ilustre Jornalista de São Pedro de Rates

Freguesias | 20 Abril 2021

Na Vila de Rates há memórias que saem da gaveta de Paulo Sá Machado, pela simples razão de não se perderem pelos labirintos do esquecimento. Desta vez, comissariou a Exposição Bibliográfica e Iconográfica, sobre Pedro Correia Marques / ilustre Ratense, que foi inaugurada na sexta-feira e poderá ser visitada no Núcleo Museológico de Rates, até 14 de Fevereiro. Durante a apresentação, revelou a doação do espólio documental à Junta de Freguesia. O momento contou com a presença de Andrea Silva, vereadora da Acção Social, Paulo João, presidente da Junta de São Pedro de Rates, padre Manuel Sá Ribeiro e de Margarida Braun, neta do homenageado.

A sugestão da exposição partiu de Celestino da Fonte, membro da Junta de Freguesia, também presente na inauguração da mostra documental, e familiar do ilustre jornalista, que nasceu em Rates a 26 de Abril de 1890.

Pedro Correia Marques foi jornalista nas revistas O Rosário e A Restauração. Depois, entrou na redacção do jornal “A Época” e mais tarde, “A Voz”, onde chegou a seu director. Como escritor publicou entre outros livros “O Problema da Argélia”.

A sua neta, Margarida Braun, não deixou de agradecer “à Junta de Freguesia e a Paulo Sá Machado que teve uma paciência incrível para tornar esta exposição possível. Sobre o meu avô posso dizer que o que mais me emocionou, porque não o cheguei a conhecer, foi no livro ‘Curso de Jornalismo’ onde escreve sobre a sua terra e pressagiou que um dia a história procuraria saber do ilustre natural de Rates”.

Seguiu-se na oratória, Paulo João, que recordou alguns familiares do homenageado, revelando que a exposição estava a ser preparada há alguns meses, “mesmo num tempo em que temos que respeitar várias regras de segurança, não podemos ficar à espera. Somos poucos aqui presentes, mas as redes sociais e a imprensa fará chegar a muita gente, esta nossa iniciativa. De facto, Correia Marques é uma figura ímpar da nossa terra e merece este nosso gesto que é demonstrativo do nosso trabalho pela cultura Ratense”.

Por fim, Andrea Silva agradeceu a presença de todos e enalteceu a exposição que, “revela uma marca identitária de Rates e a importância de não esquecer o passado. A Junta está de parabéns por recordar uma figura ilustre da terra, numa merecida homenagem, mesmo em tempo de pandemia. Este será sempre um momento marcante para a freguesia, pela justiça que faz a quem merece o nosso reconhecimento”.

Mesmo em tempo de pandemia não deixe de conhecer melhor, a figura de Pedro Correia Marques e, visite a exposição no Núcleo Museológico de Rates.

partilhar Facebook
Banner Publicitário