Voz da Póvoa
 
...

Governo da Polónia Condecorou Jornalista de Rates

Governo da Polónia Condecorou Jornalista de Rates

Freguesias | 27 Junho 2022

O Presidente da Polónia condecorou postumamente, no dia 15 de Junho, no Palácio Belweder em Varsóvia, o jornalista natural de São Pedro de Rates, Pedro Correia Marques, com a medalha Virtus e Fraternitas, pelo seu trabalho jornalístico sobre o cerco de Varsóvia e a sua insurreição durante a II Guerra Mundial. Em representação da família, os netos padre Lino Correia Marques de Miranda Moreira e Margarida Correia Marques de Miranda Moreira Braun, receberam a honrosa distinção.

No dia 24 de Junho, o Presidente da Junta de Rates, Paulo João e a neta do jornalista, Margarida Moreira Braun, apresentaram no Salão Nobre da Junta, a medalha que ficará exposta a partir de 4 de Julho, no Núcleo Museológico daquela Vila Poveira.

“Quando conhecemos uma pessoa de perto ou de tanto ouvir falar dela, parece uma coisa natural, que toda a gente é assim, que não há diferença, pensamos que todas as pessoas vão reagir da mesma maneira. Só quando esses acontecimentos estão muito longe de nós, mas chegam até nós, somos capazes de ver que realmente a dimensão de Pedro Correia Marques é muito maior. É muito emocionante, quase uma obrigação para mim, para a minha irmã Lúcia (guardadora do acervo do jornalista) que está no Brasil e para o padre Lino, manter isso vivo porque é maior do que nós. É importante que a própria terra o reconheça, São Pedro de Rates e o concelho da Póvoa. Tudo isto é por uma boa causa” reconhece Margarida Moreira Braun.
  
É a primeira vez que a homenagem é feita a uma personalidade fora do eixo dos países de leste. Na cerimónia foram atribuídas 23 medalhas, das quais, três a portugueses: aos dois irmãos Sousa Mendes e a Pedro Correia Marques. “As causas são muito diversas, no caso do meu avô, foi pelo desempenho da sua profissão como jornalista. Escreveu sistematicamente em defesa da integridade do povo polaco, não apenas em relação à invasão pela Alemanha nazi, mas também a respeito do que viria a ser a invasão soviética no final da segunda guerra mundial. Como se sabe, só a partir de 1990 a Polónia se tornou um país independente e soberano”.

Paulo João, Presidente da Junta de Freguesia de São Pedro de Rates, destacou a importância da homenagem, a mais um ilustre Ratense: “Este nosso conterrâneo continua a ter família em Rates e é um motivo de orgulho para São Pedro de Rates, para além de outras figuras relevantes como Tomé de Sousa (foi o primeiro governador do Brasil)”. O autarca citou mesmo a frase inscrita na medalha “a medida do Homem é a medida do seu coração”, sublinhando que “Pedro Correia Marques ficou marcado por essa entrega de coração em defesa da paz, o que muito nos honra”.

Pedro Correia Marques (1890-1972), natural da freguesia de Rates, Póvoa de Varzim, iniciou a sua carreira jornalística em 1909. Anos mais tarde, no jornal A Voz, onde assumiu a direcção e o cargo de redator principal, descreveu diariamente a situação na Polónia, à altura ocupada pela Alemanha nazi. Através dos seus textos, apelava à ajuda humanitária e à liberdade do povo polaco. Noticiou também “A insurreição de Varsóvia”, que iniciou a 1 de Agosto de 1944, num relato minucioso e contundente, denunciou a inacção dos Aliados que, deixaram entregue à própria sorte e coragem o “Exército Polaco do Interior”. 

partilhar Facebook
Banner Publicitário