Voz da Póvoa
 
...

Beiriz: A Voz do Presidente

Beiriz: A Voz do Presidente

Freguesias | 1920 | 7 Agosto 2019

No âmbito da Reforma Administrativa, em 2013 foi constituída a União de Freguesias da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai, fruto da agregação das três freguesias.
Ricardo Silva é o presidente do executivo da Junta da União de Freguesias. Cidadão atento, interventivo e sempre disponível para trabalhar em prol da comunidade, o autarca de 44 anos tem procurado ser fiel aos compromissos assumidos com os cidadãos da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai. Ainda que alicerçado por uma maioria absoluta, assegura que não quer defraudar as expectativas criadas em torno da sua equipa e do projecto político sufragado nas últimas eleições autárquicas.
“Desde que tomamos posse (2017), prometemos uma Junta atenta, próxima dos cidadãos e capaz de encontrar soluções para os problemas e anseios das pessoas. Para mim, estar na política é estar ao serviço do bem público e ao lado das populações”, frisou.
No executivo, Ricardo Silva está acompanhado por dois ex-presidentes: Amadeu Matias (Beiriz) e Augusto Moreira. “Quando aceitei liderar o projecto político desta União de Freguesias, fiz questão de vincar que o Amadeu Matias seria o responsável pela freguesia de Beiriz e o Augusto Moreira pela freguesia de Argivai. São dois ex-presidentes de junta, conhecem melhor que ninguém as suas freguesias, têm uma vasta experiência governativa e são pessoas capazes de implementar a política de proximidade que eu defendo”, afirmou Ricardo Silva, um defensor da autonomia e da delegação de competências.


Políticas de Proximidade e Preocupações Sociais

Mais importante que realizar obras e concretizar projectos, Ricardo Silva coloca as pessoas no topo das suas prioridades. “A nossa grande promessa eleitoral para a União de Freguesias foi a criação de serviços e a implementação de políticas de proximidade. Aqui em Beiriz, criamos a Academia Sénior, onde promovemos um conjunto de actividades dedicadas à população sénior, a exemplo do que existe na cidade, como o curso de iniciação à informática, o clube do tricô, ou as oficinas de reciclagem e trabalhos manuais. É uma forma de estimular a aquisição de competências e conhecimentos, ao mesmo tempo que promovemos o espírito de comunidade e combatemos a solidão e o isolamento. Para os mais pequenos, reactivamos o polo de leitura, com a apresentação de livros, e realizamos muitas actividades em parceria com a escola primária, o centro social e a creche”. 
Ao nível dos serviços prestados à população de Beiriz, Ricardo Silva destacou: “Na junta de freguesia, passamos a ter um funcionário a tempo inteiro que presta um serviço mais capaz aos cidadãos. Paralelamente, estabelecemos uma parceria com os correios e temos cá um posto dos CTT, onde as pessoas podem fazer o levantamento das suas reformas, proceder à entrega ou ao levantamento das suas encomendas, sem terem a necessidade de se deslocarem à cidade para usufruir deste serviço. E a partir de Setembro, vamos ter um Gabinete de Inserção Profissional, de apoio ao emprego na freguesia de Beiriz, através de uma parceria com a Câmara Municipal e o Centro de Emprego”.


Investimentos Ambiciosos Alavancam a Freguesia de Beiriz 

Ricardo Silva está sensivelmente a meio deste primeiro mandato como presidente da União de Freguesias e promete ser fiel aos compromissos assumidos com a população. “No primeiro ano houve alguma contenção nos investimentos. Tivemos que tomar um conjunto de medidas, que eram necessárias, porque a situação encontrada não se coadunava com o que se pretendia para uma união de freguesias. Nesse sentido, fruto de um trabalho que muitas vezes não é visível, conseguimos diminuir a despesa e aumentar a receita, fazendo uma boa gestão dos dinheiros públicos, para alavancar os investimentos previstos para este mandato”, explicou. 
O autarca acrescentou: “Estamos a cumprir o nosso programa eleitoral. Na Póvoa de Varzim o nosso trabalho está mais direcionado para área social, na dinamização de actividades, numa maior proximidade das pessoas à junta de freguesia, na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e na promoção da cultura poveira. Mas não escondo que continuo a unir esforços para ter uma nova sede da Junta de Freguesia. Por enquanto, ainda não tem sido possível encontrar uma solução, pelo que temos canalizado as verbas disponíveis para concretizar os investimentos previstos para Beiriz e Argivai”.
Em Beiriz, numa área de 6000 m2, vão ser investidos mais de um milhão de euros num grande projecto que promete criar uma nova centralidade na freguesia. Ricardo Silva explicou o que vai ser feito, com o imprescindível apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim: “Vamos construir um novo edifício, mais consentâneo com a realidade actual da freguesia e com os serviços prestados à população. Esse novo edifício vai albergar a junta de freguesia e a sede do Rancho de Santa Eulália. Vamos também ter um Centro Ocupacional, a exemplo do que existe na Lapa e em Aver-o-Mar, com actividades diárias para a população sénior de Beiriz”.
Paralelamente, prosseguiu Ricardo Silva, “vamos construir um pavilhão multiusos para a freguesia, com capacidade e condições para receber todo o tipo de actividades e iniciativas das nossas associações. E, por último, na área envolvente, vamos criar um parque lúdico, à semelhança do Parque da Cidade, mas com as devidas diferenças, para usufruto da população, onde vamos ter um parque infantil, um parque de merendas e um conjunto de equipamentos para as pessoas. Reconheço que é um projecto ambicioso, só possível de ser concretizado com o apoio do Município da Póvoa de Varzim. As nossas expectativas vão no sentido de poder lançar a obra no decorrer do próximo ano. Acredito que a concretização deste projecto vai alavancar o desenvolvimento da freguesia e melhorar significativamente a qualidade de vida dos nossos cidadãos”.
Relativamente às empreitadas já concluídas e em curso na freguesia de Beiriz, Ricardo Silva enumerou: “Já investimos cerca de 125 mil euros no alargamento do cemitério, uma obra que está a ser feita de forma faseada e que vai aumentar a capacidade para mais 300 sepulturas. Em adjudicação temos também a requalificação da Rua Aurélio Vieira, a repavimentação da Rua de Beiriz de Baixo e o restauro dos Tanques das Lavadeiras, na Giesteira, uma zona histórica que merece ser preservada e valorizada”.
E prosseguiu: “Relativamente às obras já concluídas, previstas no nosso programa eleitoral, temos a requalificação da Rua Padre José Cascão e da Rua das Leirongas, o restauro e requalificação das Alminhas e do Cruzeiro do Largo da Cruz (Giesteira), para além da replantação do jardim e a requalificação a granito do largo da igreja. Estamos, também, a proceder à requalificação do Largo da Margarida, com a repavimentação do piso e o revestimento a granito dos bancos. E temos já concluída a requalificação do Largo da Professora Maria Amélia, que foi intervencionado e ajardinado”.

partilhar Facebook
Banner Publicitário