Voz da Póvoa
 
...

A Devoção à Senhora das Candeias Voltou às Ruas de Terroso

A Devoção à Senhora das Candeias Voltou às Ruas de Terroso

Freguesias | 5 Fevereiro 2022

Depois de, a pandemia ter interrompido no ano passado a celebração das festas em honra de Nossa Senhora das Candeias, a procissão regressou às ruas de Terroso, com o contributo da confraria, dos escuteiros e de todos os populares envolvidos na vontade de ver a Senhora da Luz caminhar aos ombros dos fiéis.

A tradicional procissão da Senhora das Candeias, padroeira de Terroso, recua ao século XVII, como confirmam documentos que estabelecem os estatutos da Confraria de Nossa Senhora das Candeias.

Segundo a história de Nossa Senhora da Luz, a data da sua celebração a 2 de Fevereiro, significa o dia da Apresentação de Jesus no Templo, quarenta dias após o seu nascimento em Belém. É também o dia da purificação de Nossa Senhora mãe de Jesus. Segundo a lei de Moisés, após acenderem a luz da vida aos filhos, as mulheres ficavam impuras, e a sua visita ao templo de Jerusalém somente podia acontecer quarenta dias após o parto. Abertas as portas desse dia, as mulheres apresentavam-se perante o sacerdote e teriam que realizar um sacrifício para se purificarem novamente.

Segundo as escrituras “foi com base na apresentação do Menino Jesus pela Virgem Maria e por São José, diante do profeta Simeão, que nasceu a celebração do Dia de Nossa Senhora das Candeias”. Jesus seria, até à eternidade, a luz que iluminaria a vida de todos os seres e o mundo.

As primeiras celebrações com uma procissão de velas remontam ao século X, mil anos se passaram, mil anos se hão-de onde passar, uma figura de senhora mãe subirá sempre ao altar do mundo.

partilhar Facebook
Banner Publicitário