Voz da Póvoa
 
...

Sonhos Realizados no Concurso de Vídeo Escolar 8 e Meio

Sonhos Realizados no Concurso de Vídeo Escolar 8 e Meio

Educação | 3 Fevereiro 2022

Helena Brito aluna da Escola Artística Soares do Reis, com o filme “REM Sleep”, foi a grande vencedora da Competição Nacional da 15.ª Edição do Concurso de Vídeo Escolar 8 e Meio, organizado pelos professores da Escola Secundária Eça de Queirós (ESEQ), Luís Nogueira e Paulo Ferreira.

A cerimónia que teve como palco o Cine-Teatro Garrett e decorreu no dia 29 de Janeiro, atribuiu o 2.º Prémio: “A Caixa de Pandora” de Mara Lisboa, Escola Artística António Arroio, e o 3.º Prémio: “Overthinking vs Reality” de Lurdes Marques, Escola Artística e Profissional Árvore. Foi também atribuída uma Menção Honrosa ao filme “As Faces do Rio” de Lucca de Souza Garcez, Instituto da Arte e Imagem. O prémio ESEQ / Associação de Pais de Encarregados de Educação da ESEQ foi entregue a dois filmes “Time” de Gabriela Miranda e “Eternidade” de Miguel Ramos, alunos da Escola Secundária Eça de Queirós.

O evento que se tornou no maior estandarte do cinema no âmbito do ensino secundário, abriu com a interpretação de um texto-poema ‘O Homem Invisível’ pela voz da escritora Paula Mateus, acompanhada à guitarra por José Peixoto. Seguiu-se o filme-concerto “Dream of the Rarebit Fiend (1906) de Edwin S. Porter, com Natanael Cunha a desenhar o ritmo das imagens ao piano.
 
Entre o poema e o cinema, entrou no ar em vídeo, a mensagem do Director da ESEQ, Eduardo Lemos, que não pôde estar presente: “Agradeço aos talentosos jovens que apresentaram filmes a concurso e que envolveram centenas de outras pessoas nos seus projectos. Mesmo em tempos de pandemia, a Escola Eça de Queirós graças ao empenho da organização do 8 e Meio, tem conseguido manter uma actividade artística e cultural que é dirigida e feita pelos jovens, que merece o nosso aplauso”.

O concurso 8 e Meio promove a expressão do aluno sobre o mundo real e imaginário, através da escola, espaço de aprendizagem, participação e criação em liberdade. “Este concurso é uma mais-valia para a comunidade escolar e temos muito gosto em colaborar com um prémio, mas também como elemento do júri. Os filmes a concurso mostram uma grande sensibilidade e este ano decidimos aumentar o valor monetário do prémio, precisamente para incentivar ainda mais os nossos alunos a participar e a expor a sua criatividade”, disse Adélia Fangueiro, Presidente da direcção da Associação de Pais da ESEQ.

Por seu lado, Luís Diamantino, Vice-presidente e vereador da Cultura e Educação, lembrou que foi aluno, professor e dirigente na ESEQ, e sente orgulho no que viu e assistiu: “Graças ao professor Luís Nogueira e à sua equipa é possível assistir ao espectáculo e exibição de filmes de um concurso que soma já 15 edições. Agradeço também à Associação de Pais a sensibilidade que tem em continuar a apoiar este concurso de vídeo 8 e Meio, que tem trazido várias escolas do país. Quero também cumprimentar todos os responsáveis por esta escola e dizer-vos que, cinema é magia e muito trabalho, que envolve muita gente. Só o facto de o cinema nos fazer recuar no tempo e voltar a ser criança ou adolescente, já ganhamos o dia. Tivemos aqui música e cinema, arte. O texto-poema de Ana Paula Mateus alerta-nos para a indiferença. Penso que é uma noite em que todos estamos satisfeitos com o que aqui se passou. Continuem sempre a tentar o impossível para conseguirem o melhor possível. Parabéns aos professores e aos alunos que colaboram para isto aconteça”.
 
 O professor José Henrique Lima sub-director da ESEQ fez questão de reforçar que “o projecto 8 e Meio, dentro da ESEQ é aquele que se mantém de pé há mais tempo e penso que nenhum outro perdurou tanto tempo. Por isso, nos devemos orgulhar por termos uma equipa capitaneada pelo professor Luís Nogueira que realiza um excelente trabalho, o nosso é meramente administrativo. O projecto 8 e Meio vai continuar a ser uma aposta da direcção da escola. Parabéns a toda a equipa que se responsabiliza e apoia este projecto. Quero agradecer à Câmara Municipal a cedência do Garrett e a atribuição do prémio monetário maior, como contributo para que o 8 e Meio seja atractivo. Agradeço também a todas as outras entidades envolvidas neste projecto”.
 
Recordamos que os dois primeiros prémios, no valor de 600 e 400 euros, são atribuídos pela Câmara Municipal, o 3º prémio de 200 euros pela ESEQ, e o prémio de 100 euros, pela Associação de Pais e Encarregados de Educação.

partilhar Facebook
Banner Publicitário