Voz da Póvoa
 
...

Município Poveiro Presta Sentida Homenagem a Fernando Gonçalves (Nando)

Município Poveiro Presta Sentida Homenagem a Fernando Gonçalves (Nando)

Cultura | 1942 | 5 Fevereiro 2020

Na manhã de domingo, 2 de Fevereiro, dia em que completaria 80 anos de idade, a Póvoa de Varzim prestou uma justa homenagem a Fernando Gonçalves, mais conhecido por ‘Nando’, com a inauguração de uma estátua e uma instalação musical, da autoria do escultor Hélder de Carvalho, na conhecida ‘meia-laranja’, junto ao porto de pesca, por forma a perpetuar a memória deste singular artista poveiro.

Fernando da Silva Gonçalves nasceu no dia 2 de Fevereiro de 1940, na Póvoa de Varzim, onde faleceu no dia 8 de Dezembro de 2018. Homem simples, acérrimo defensor da Póvoa e dos Poveiros, das suas raízes e tradições, notabilizou-se em várias artes, do desenho à pintura, da cerâmica ao vitrinismo, sem esquecer a música clássica, uma das suas grandes paixões, que interpretava como ninguém através do seu violino, capaz de nos fazer sorrir e, outras vezes, chorar de emoção. E para que a sua música nunca se cale, sempre que alguém se aproximar do monumento, terá a possibilidade de voltar a escutar e apreciar a música que Fernando Gonçalves nos deixou em legado.

O presidente do Município da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, presidiu à cerimónia e falou com o coração: “A ideia foi convidar o Nando a vir ao seu aniversário já que hoje, se ele fosse vivo, completaria 80 anos de idade. Estamos perante um poveiro singular, que sempre nos transmitia alegria, e quisemos através desta instalação reproduzir a sua multifacetada arte, de músico, pintor, ceramista, vitrinista”.

Aires Pereira prosseguiu, com alguma emoção nas palavras: “Tive a felicidade de acompanhar o Nando ao longo dos últimos 30 anos. Ele quase que semanalmente nos apresentava uma ideia nova. E a escolha deste local está, obviamente, relacionada com a proximidade ao painel de azulejos da sua autoria e que nos mostra aquilo que o Nando mais gostava de fazer, que era falar sobre os Poveiros e a história da Póvoa. Quem o conhecia sabe que o Nando detestava estar sozinho. Aqui, na conhecida ‘meia-laranja’, ele nunca vai estar sozinho. Muita gente casou ao som do seu violino. Por isso, sempre que nos aproximarmos desta instalação ou nos sentarmos neste banco, a música voltará a tocar e todas as pessoas poderão deleitar-se com o encanto do seu instrumento de eleição”.

A generosidade e a simplicidade de Fernando Gonçalves estão presentes no homem e na sua obra, afirmou o autarca: “O Nando era um poveiro muito simples, que gostava imenso da sua terra. Retratou-a de uma forma única e inigualável. E um dos seus últimos trabalhos foi um quadro magnífico, que se encontra no gabinete do presidente da Câmara, e que tão bem representa a ‘Nova Póvoa’. Ele demorou praticamente um ano e meio a pintar aquele quadro, que é património do Município. Em suma, é da mais elementar justiça prestar esta homenagem. Depois de uma semana verdadeiramente invernosa, até o sol fez questão de vir ao aniversário do nosso Nando”.

Mais de uma centena de pessoas marcaram presença nesta cerimónia de evocação e tributo ao multifacetado artista poveiro. “Em nome da família e dos amigos, quero agradecer ao presidente Aires Pereira por este gesto muito bonito de reconhecimento ao meu pai. É uma honra e um privilégio ver o meu pai ser homenageado por esta cidade que ele tanto amava”, disse o filho Fernando Gonçalves.

Estas sentidas palavras foram corroboradas pelo irmão, Hélder: “Para além do seu reconhecido talento e sensibilidade, foi sempre um excelente pai e um excelente avô. O meu pai era uma pessoa extremamente generosa e gostava imenso de dar alegria às pessoas, em tudo o que fazia, no desenho, na música, ou numa simples conversa”.

No final, todos os presentes foram convidados a visitar uma exposição sobre a concepção da estátua, da autoria do escultor Hélder de Carvalho, patente no Posto Interactivo de Turismo.


Leia a notícia na íntegra na edição impressa

partilhar Facebook
227/Homenagem-ao-Nando.jpg
227/Aires-Pereira-recordou-o-homem-e-o-artista.jpg
227/A-arte-eterna-de-Nando.jpg
Banner Publicitário