Voz da Póvoa
 
...

Capela Marta de Gala

Capela Marta de Gala

Cultura | 17 Outubro 2021

O tempo regressou ameno, com hesitações várias atravessou uma pandemia que ainda não se esgotou de nos assustar, mas o ser humano muito cedo se habituou a desbravar mundo, a percorrer todos os caminhos e, no limite, reinventar-se de novo. A 19 de Março de 1951, cantava pela primeira vez, dirigido pelo seu fundador António José Gomes Júnior (Marta), o coro Capela Marta. Percorridos 70 anos, recebe a 16 de Junho, no dia da cidade do presente ano, pela mão do presidente da Câmara Municipal, Aires Pereira, a Medalha de Reconhecimento Poveiro, Grau Ouro.

Na quarta-feira, dia 13 de Outubro, no Cine-Teatro Garrett, a Associação Cultural Capela Marta, perante uma sala cheia, realizou a sua Gala, onde destingiu vários coralistas, patrocinadores e apoiantes, num evento celebrado entre a dança, a música e as vozes. O encerramento só podia terminar a encantar os presentes com as 26 vozes masculinas, dirigidas por Tiago Pereira, a interpretar canções do seu fundador entre outros compositores poveiros.
O maestro que dirige o coro Capela Marta nos últimos 8 anos, foi reconhecido durante a Gala com o prémio Fundador Antonino Marta, a maior distinção da noite.

Numa sequência de chamamentos ao palco, foram distinguidos: Jovem coralista do ano – Bruno Marques Nunes; Tenor 1 do Ano – José Carlos Nunes Arteiro; Tenor 2 do Ano – José Luís Martins Silva; Barítono do Ano – Tomás Pontes; Baixo do Ano – Fernando Morgado Faria; Coralista do Ano – José Manuel Ribeiro Nunes; Músico do Ano – Diogo Zão; Memória – entregue a familiares de José Pedro Castro Martim, Padre António Brandão Torres e Jorge Ferreira, um prémio contra o esquecimento.

Foram ainda entregues, o Prémio Colaborador do Ano – José Carlos Marques, José Gomes Moreira, Carlos Alberto Santos Costa e Aurelino Costa; prémio Parceiro do Ano – Paróquia Senhora da Conceição Matriz; prémio Patrocinador do Ano – Confiauto e Crédito Agrícola da Póvoa de Varzim; Prémio Sócio efectivo do Ano – Palmira Machado Rodrigues; prémio Dirigente do Ano – Joaquim Manuel Magalhães; Prémio Associação Cultural Capela Marta entregue à União de Freguesias da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai e Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e o Prémio Tomás Pontes foi entregue ao empresário da casa dos livros, José Manuel Lopes de Castro.

Durante o seu discurso, o presidente da Capela Marta, João Magalhães agradeceu a todos os presentes, mas principalmente “a quem nos ajuda nesta caminhada”.

Também o presidente da Junta da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai, Ricardo Silva, não esqueceu o ano em que o coro Capela Marta se dedicou ao cancioneiro poveiro.

Por último, Aires Pereira, presidente da Câmara Municipal, reforçou as palavras e a memória de um coro que “é um embaixador da Póvoa de Varzim nas suas actuações pelo país, mas também pelo estrangeiro”.

As vozes voltaram a ouvir-se, prova de que o tempo quando nos merece também nos engrandece.

 

partilhar Facebook
Banner Publicitário