Voz da Póvoa
 
...

A Figura em Movimento na Ortopóvoa

A Figura em Movimento na Ortopóvoa

Cultura | 1945 | 26 Fevereiro 2020

A Galeria Ortopóvoa convida a observar ‘A Figura em Movimento’, do artista plástico brasileiro Juarez Machado.

Contam-se já oito anos de exposições, uma persistente honra para Afonso Pinhão Ferreira, director da Galeria Ortopóvoa, que desta vez abraçou o convite do Correntes d’Escritas: “A Manuela Ribeiro e o Luís Diamantino sugeriram que se fizesse uma exposição inserida numa transversalidade, que é o que se pretende com este grande evento que a Póvoa tem no Correntes d’Escritas. Promover uma exposição inserida num evento internacional de grande dinâmica para mim é um prestígio. Assim, juntaram-se dois prestígios, a minha galeria que faz a 22ª exposição e o trabalho artístico de um homem muito conceituado. O Juarez Machado tem um percurso por vários países e um trabalho figurativo muito interessante que marca uma época. Fiquei encantado com a possibilidade de fazer aqui esta exposição que percorre temas que foi abordando ao longo da sua vida artística. Essa convergência de prestígios traduz-se num catálogo, como o fizemos em todas as exposições. Registos que ficam e que enobrecem a nossa galeria, a nossa cidade e todos os artistas que cá vêm expor”.

E acrescenta: “Penso que esta transversalidade do Correntes é uma coisa para levar para a frente. Acho que as empresas, as instituições, deveriam gostar de participar num evento tão importante para a terra e para o Município. Pela minha parte, estou encantado. Aproveitei também para dar outra cara à galeria com uma nova decoração. Passou de um tom claro para um muito escuro, com a valorização das obras”.

Para Edson Busch Machado, curador e irmão do pintor, é uma honra o convite recebido: “É um privilégio estar aqui com uma exposição de serigrafias do artista Juarez Machado, que tem uma rica trajetória em diversos países. Vive há mais de 30 anos em Paris e é um brasileiro conhecido pelas suas manifestações, tanto na televisão, como mímico, actor ou cenógrafo, sendo considerado pela crítica um grande pintor e escultor. É um privilégio estar aqui, pela importância desta galeria de arte num espaço tão considerado como este. O Correntes d’Escritas foi a alavanca da nossa vinda com este artista. É um momento de intercâmbio, de troca de ideias entre Brasil e Portugal, entre a Póvoa de Varzim e o estado de Santa Catarina, através das artes”.

O artista plástico, jornalista e curador acrescenta: “Nós fizemos a curadoria desta exposição baseada num facto. São 15 serigrafias, dando uma panorâmica da história de Juarez como artista, que tem quase 80 anos, e nós fizemos um apanhado dos seus trabalhos. A dança é muito representativa e por isso trouxemos duas obras com o tema tango e outras com relação à figura. Temos também algumas obras ligadas à temática de Châteaux Bordeaux. Juarez Machado é muito dinâmico no que pinta, no que desenha e está muito bem representado nesta pequena parcela da sua obra”.

Durante os próximos três meses, na Galeria Ortopóvoa, durante a semana e aos sábados, pode visitar ‘A Figura em Movimento’.

 


Leia a notícia na íntegra na edição impressa

partilhar Facebook
Banner Publicitário