Voz da Póvoa
 
...

É Tudo Nosso!

É Tudo Nosso!

Correio do Leitor | 1960 | 26 Agosto 2020

Depois dos pinos, só faltava mesmo os armazéns nos passeios. Já não bastavam as gaivotas e os canídeos a invadir as ruas de sujidade ou a autorizada e descontrolada invasão de esplanadas nos passeios e espaços públicos. Os fiscais só têm olhos para as viaturas que, bem estacionadas, não pagaram a respectiva taxa. Quanto à montra de paletes e amontoados de caixas, caixotes e outros detritos, não perturba os assalariados dos nossos impostos.
 
Não deixa de ser uma bela montra para quem chora por turistas. Depois, admiram-se de ouvir que, no tempo da outra senhora é que era.

Obrigado pela atenção e divulgação
Celestino Mendonça e Silva

partilhar Facebook
30/A_PAREDE_DO_MERCADO_1.jpg
30/A_PAREDE_DO_MERCADO_2.jpg
Banner Publicitário