Voz da Póvoa
 
...

A ler o Mar e a Terra numa Feira cheia de Livros Feira do Livro

A ler o Mar e a Terra numa Feira cheia de Livros Feira do Livro

31 Julho 2020 | 11:31

Quando o julho se vai embora e entra o Agosto, os livros apresentam-se aos leitores no Largo do Passeio Alegre. Depois passeia-se entre mãos até que um olhar mais atento ou fascinado os leia. A literatura tem estes passos.

A nova edição da Feira do Livro perdeu a conta da idade que tem. Sabe apenas que a partir desta sexta-feira vai demorar-se até 16 de Agosto.

Mesmo num tempo em que a máscara se colou ao rosto dos passeantes, são 26 os stands que oferecem a todos os olhares, entre as 16h00 e as 24h00, livros. A pandemia trouxe consigo um plano de contingência que foi devidamente aplicado pela autarquia. Por isso, há um distanciamento entre os espaços de venda ao público. Para sua protecção, há no chão marcações para poder circular com regras. O uso de máscara obrigatório, o distanciamento social e a higienização das mãos é uma regra, antes e depois do manuseamento dos livros, representados por uma centena de editoras.

Depois, tudo isto que a Feira do Livro oferece pode agradecer ao trabalho de tipografias, distribuidores, livreiros e alfarrabistas. Aos últimos, podemos sempre agradecer o seu papel de cuidador e de sugerir ao leitor ou colecionador um novo lar para o velho livro.

partilhar Facebook
308/IMG_8914.JPG
308/LIVROS_-_LER.jpg
Banner Publicitário