Voz da Póvoa
 
...

Já Há Datas Para a Abertura da Época Balnear

Já Há Datas Para a Abertura da Época Balnear

23 Maio 2020 | 15:05

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, revelou na manhã de sexta-feira que a época balnear na Póvoa de Varzim terá a sua abertura no dia 27 de Junho e o encerramento a 15 de Setembro.

Depois de uma reunião na quinta-feira com a Secretária de Estado do Ambiente, Inês dos Santos, o autarca no dia seguinte fez a revelação na SIC Notícias e RTP1, onde esclareceu que o plano de reabertura ainda não foi concluído na sua totalidade, mas que o calendário escolhido vai de encontro às especificidades e tradição das praias poveiras, que apresentam “condições atmosféricas diferentes” do resto do país.

E embora o governo aponte 6 de Junho como data de abertura em todo o país, acrescentou Póvoa e as praias do Norte têm outro tipo de especificidades, acrescentou o edil: “O habitual é começarmos a 15 de junho porque as condições atmosféricas são muito diferentes do algarve. Este ano, fruto das circunstâncias e em conjunto com os diversos operadores, tínhamos um consenso para que fosse no final de junho, início de julho. Assim, acertámos agora este calendário, arrancando no último fim-de-semana do mês que vem”.

Para que se concretiza a data de abertura Aires Pereira defende a necessidade de estabelecer um conjunto de regras de “fiscalização reforçada, para que se possa chamar a atenção às pessoas” que não as cumpram.

Para manter a concessão equilibrada, Aires Pereira esclareceu que o mesmo número de barracas irá ocupar dois terços da mesma área, sem afectar a área livre da praia. Isto porque na Póvoa de Varzim “não é possível ter praia sem concessionários” considerou o presidente da autarquia, lembrando que estes “são vitais para os padrões de qualidade sempre presentes no areal poveiro”, garantindo aos visitantes a banhos que “todos são bem-recebidos, têm o seu espaço, a praia limpa e todas as condições que queremos quando vamos à praia”.

A situação excecional criada pela pandemia de Covid-19, não obriga nem exige a criação de um “estado policial, mas sim criar condições para que toda a gente se possa sentir bem na praia”, entende Aires Pereira e acrescenta que a consciencialização de que cada um de nós deve tronar-nos a todos agentes sanitários, de forma a colaborar-mos na proteção da comunidade.

A autarquia não vai esquecer a higienização das praias, onde vão ser colocados à entrada dispensadores de gel e lava mãos.

Ainda no sentido de organizar um verão a caminho e uma praia bastante procurada, Aires Pereira afirmou que “todos os parques serão tarifados para diminuir a carga automóvel junto à praia” e pretende promover o total aproveitamento de toda a extensão do areal poveiro. Entre outros procedimentos repetiu que a Avenida dos Banhos vai ser encerrada à circulação automóvel, diariamente.

partilhar Facebook
Banner Publicitário