Voz da Póvoa
 
...

Junta de Vila do Conde Cria 'Banco de Ajudas'

Junta de Vila do Conde Cria 'Banco de Ajudas'

23 Março 2020 | 16:02

Como medida de proteção de cidadãos mais vulneráveis, para ajudar quem mais precisa, e perante a manifestação espontânea e genuína de quem quer ajudar, a Junta de Freguesia de Vila do Conde apresenta o 'Banco de Ajudas'.

De natureza totalmente solidária, o 'Banco de Ajudas' da Junta de Freguesia de Vila do Conde apresenta-se como uma aplicação facilitadora de ações solidárias e voluntárias, num encontro e ajuste entre quem quer (e pode) oferecer a sua ajuda e quem procura ajuda(s), prestando um contributo para a mitigação de necessidades, especialmente dos cidadãos que se encontram mais isolados e vulneráveis.

Perante os desafios do novo coronavírus e da doença COVID-19, ampliar a rede de apoio social é particularmente importante em momentos como os que se vivem no presente. 

Complementando a funcionalidade Donativos já disponível na aplicação JuntarAJunta, o 'Banco de Ajudas' vem complementar os recursos e ferramentas existentes, colocando este instrumento ao serviço da comunidade com utilização direta no portal da Junta de Freguesia, em www.jf-viladoconde.pt, facilitando a mobilização da comunidade, especialmente da população ativa que possa ajudar aqueles que mais precisarem, ajudando a enfrentar os desafios colocados pela pandemia. 

Através desta ferramenta é possível, à distância, registar pedidos de ajuda, bem como, inscrever-se para prestar ajuda de natureza solidária ou social, auxiliando na compra de bens alimentares, na aquisição de medicamentos, na recolha de lixo, fazer pequenos passeios com animais de estimação, entre outras.

Nos casos em que não haja acesso à Internet ou por impossibilidade de aceder à plataforma, qualquer outro veículo de comunicação será válido. Basta ligar para o contacto telefónico da Junta de Freguesia, através do número 800 910 894, de chamada gratuita, e o registo será efetuado por um Técnico da Junta de Freguesia, com a garantia (e dever) de confidencialidade. 

Cabe à Junta de Freguesia efetuar a validação dos pedidos e realizar a sua mediação, efetuando a gestão dos pedidos e a ajuda disponibilizada, procurando, no âmbito das ações desenvolvidas, assegurar o cumprimento de todas as medidas de segurança e as recomendações da Direção-Geral de Saúde, em termos de equipamento e de higienização. Para evitar situações de burla ou fraude, os cidadãos que desenvolvam ações voluntárias e solidárias, no âmbito do Banco de Ajudas, estarão devidamente credenciados e identificados. 

partilhar Facebook
Banner Publicitário