Política

PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO URBANO
Executivo Municipal Aprova Projectos Que Vão Revolucionar o Concelho

O executivo camarário aprovou oito projectos no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), no valor de 11 milhões de euros, que vão dotar o concelho da Póvoa de Varzim de melhores infraestruturas e melhorar significativamente a qualidade de vida dos poveiros e de quem nos visita.

O PEDU estabelece como prioridade os investimentos na mobilidade urbana sustentável e na regeneração urbana ou regeneração urbana associada a comunidades desfavorecidas. Nesse sentido, as empreitadas que vão avançar em breve obedecem a este desiderato.

Os oito projectos aprovados no âmbito do PEDU contemplam: Construção de uma ciclovia que vai fazer a ligação entre a Póvoa de Varzim e o concelho de Famalicão; Remodelação e ampliação da Escola Básica de Aver-o-Mar; Requalificação do espaço público no Bairro da Matriz; Reabilitação do Centro Coordenador de Transportes (Central de Camionagem); Reabilitação do edifício de apoio ao mecenato cultural; Reabilitação do edifício para instalação do Centro Coordenador da Protecção Civil; Reabilitação do Bairro Social de Barreiros.

O presidente da Câmara Municipal explicou cada um destes projectos e a sua relevância para o concelho. A ciclovia, de ligação da Póvoa de Varzim a Famalicão, vai ser construída na antiga linha de caminho de ferro, que está desactivada há vários anos. Na cidade, numa extensão de mais cinco quilómetros, haverá três novas vias para bicicletas: uma paralela à via B, outra de interligação entre o Parque da Cidade e a zona da marginal, e uma ligação entre a zona de Penalves e a estação de metro.

Escola de Aver-o-Mar

Escola de Aver-o-Mar

A Câmara Municipal da Póvoa de Varzim vai finalmente avançar com a remodelação e ampliação da Escola Básica de Aver-o-Mar, depois da aprovação do lançamento do concurso público. O investimento ronda o um milhão e 275 mil euros e é suportado pelas verbas do PEDU. O presidente Aires Pereira reconheceu que se trata de “uma intervenção urgente e muito necessária”, e que avança por iniciativa municipal.

Relativamente à requalificação do espaço público no Bairro da Matriz, o autarca sublinhou que o projecto pretende dar continuidade à estratégia de dotar o espaço público de boas condições para peões e bicicletas. “O Bairro da Matriz é o mais antigo do concelho e o seu crescimento tem exercido uma grande pressão sobre este núcleo, existindo, agora, a necessidade de o defender, recriando e protegendo quem lá vive e por lá circula”. A área compreendida pelas traseiras do Largo das Dores, pela Rua de S. Pedro, Rua da Igreja, Rua do Pinheiro, Rua 1º de Maio, Rua Visconde de Azevedo, Rua Rocha Peixoto e Rua da Amadinha vão ser requalificadas, tanto ao nível da pavimentação, como por uma rede de infraestruturas.

Leia a notícia na íntegra na edição impressa.