Geral

Meu Querido Mês de Agosto

IMG_2299

“Meu querido mês de Agosto, por ti levo o ano inteiro a sonhar, trago sorrisos no rosto, meu querido mês de Agosto, por ti sei que vou voltar…”. Assim cantava o artista popular Dino Meira, celebrizando o mês que mais gente escolhe para férias e que nos traz de volta a maioria dos emigrantes. A saudade que chega de fora traz no rosto o sorriso que apaga a ausência.

Naturalmente as tecnologias aproximam as distâncias, mas afastam os afectos. É por isso que em Agosto ninguém tem vontade de envelhecer. Os trajes são menores, pela areia da praia o fio é dental e a boca do corpo fecha-se em triângulo apropriado ao trânsito olhar, que colhe o nu. Pela noite das areias enrolam-se de amores, corpos desgarrados de dúvidas, a prometer eternidades aos ouvidos do mar.

Em Agosto somos todos doidos varridos pelo sol e o bronze é de ouro. O Agosto é antidepressivo, seca as lágrimas e encanta-se na alegria contagiante dos outros, talvez porque permite abrir novamente as janelas da aventura, do sonho. Em Agosto queremos todos ser mais água doce no sal, para temperar todas as paixões. Quando o mês de Agosto se vai embora regressa o tempo de ganhar novas saudades, iniciar uma outra vida ou um outro amor.

Leia a notícia na íntegra na edição impressa.